Quando vou começar a sentir o bebê mexendo na barriga?

O ginecologista e obstetra Igor Padovesi respondeu essa questão e quebrou alguns mitos desse período

A movimentação do bebê faz parte do desenvolvimento (Foto: Getty Images)

Dois risquinhos. Algo tão simples que muda toda a rotina de uma família. Desde o dia em que você descobre a gravidez, muitas dúvidas surgem e a ansiedade apenas aumenta. Qual será o sexo, o nome, o rosto… Entre tantas questões, uma pergunta frequente costuma ser: “Quando meu bebê vai começar a mexer?”. Não tem nada mais gostoso do que essa sensação, aquele momento mãe e filho que é impossível colocar em palavras. Mas calma, você não vai precisar esperar muito. A movimentação acontece desde que o feto é formado, ou seja, no primeiro trimestre. 

-Publicidade-

“A idade em que a maioria das mulheres na primeira gestação começa a sentir é entre a 18ª e 22ª semana, momento em que a barriga também costuma aparecer”, esclarece o Dr. Igor Padovesi, ginecologista e obstetra e pai de Beatriz e Guilherme. No início, você vai sentir algo diferente, mas com o passar do tempo fica bem perceptível e nítido. Existem exceções e grávidas que apenas sentem mais para frente, mas caso você não sinta nada a partir da 20ª semana, é interessante conversar com o seu médico para entender o motivo.

Cada coisa no seu tempo

-Publicidade-

Na segunda ou futuras gestações, é normal que as mães passem a sentir a movimentação mais cedo, a partir da 15ª ou 16ª semana. Isso porque a mulher já sabe reconhecer melhor esse gesto. Assim, perceber o bebê se mexendo não é apenas um marco na gestação, mas “o melhor sinal de bem-estar fetal”, de acordo com o especialista. Esse processo é natural e faz parte do desenvolvimento do bebê, mas não precisa pirar caso seu filho esteja mais quietinho dentro da barriga. “Ele não mexe o tempo todo. Isso acontece em ciclos curtos, como se fossem os períodos de sono e acordado”, explica.

Os chutes do bebê são um sinal de que tudo está bem (Foto: Getty Images)

Terão momentos em que o bebê estará mais quieto, assim como em outros estará mais agitado. É parecido com o padrão do recém-nascido. Está tudo certo e dentro do esperado. E segue dessa forma até a hora do nascimento, o que muda é que a mãe tem uma maior percepção conforme a gestação avança. Uma outra sensação bastante comum entre as mulheres é de que os bebês se mexem mais ao final do dia, mas não tem nada comprovado. “Acredita-se que essa falsa impressão aconteça, porque ao longo do dia ela está fazendo outras atividades, não depositando tanta atenção na barriga como quando está em casa”, acrescenta. 

Só para você

Outra hipótese não comprovada é de que o contato ou fala da mãe com o bebê interfere para que se mova mais ou menos. É fato que o sistema auditivo do bebê já está formado desde uma idade bem precoce, mas não há associação entre a audição e os movimentos. Provavelmente, é apenas uma coincidência. Mas há algo que você pode fazer para que consiga sentir melhor o bebê se mexendo dentro do útero. Normalmente, se ficar deitada de lado, observando a barriga, terá mais chance de assistir esse show particular. Por isso, relaxe e aproveite o momento! 

Leia também:

Tudo sobre o primeiro trimestre da gravidez: cuidados, exames e mudanças no corpo

Veja 28 dicas de cuidados durante a gravidez

O bebê chegou em casa, e agora? Saiba os primeiros cuidados com o recém-nascido

-Publicidade-