Relato de mãe: “Minha sogra não gosta do nome que dei pro meu filho e decidiu mudá-lo”

Em uma publicação, ela contou que a avó da criança não aceitou chamá-lo de Emile e simplesmente o apresentou para as amigas como “Miles”. E a confusão não para por aí!

Resumo da Notícia

  • Mãe faz relato sobre confusão e brigas com a sogra
  • Ela contou que a sogra quis mudar o nome que ela deu ao filho depois do nascimento do bebê
  • Entenda a história

A escolha do nome do bebê quando se está grávida não é uma tarefa fácil. Além da dificuldade do casal em concordar e encontrar um nome que os dois gostem, algumas famílias precisam lidar, ainda, com as opiniões das avós e avôs da criança. Ocasionalmente, algumas discussões como essa vão longe demais e acabam causando alguns problemas na família. Esse foi o caso dessa mulher não identificada. Em uma publicação feita no Reddit e compartilhada no jornal britânico Mirror, a mãe contou que a sogra nunca gostou realmente dela e que agora está causando problemas depois do nascimento do neto.

-Publicidade-
Relato de mãe: “Minha sogra não gosta do nome que dei pro meu filho e decidiu mudá-lo” (Foto: Getty Images)

Na publicação, a mãe contou que a sogra odeia o nome que ela e o marido deram ao bebê e, por isso, tentou mudá-lo. A mulher contou que ela e o marido deram ao filho o nome de Emile, mas a sogra começou a chamá-lo de Miles. Como se isso não fosse o suficiente, nas redes sociais, a avó contou para as amigas que o neto se chama Miles!

“Minha sogra não gosta de mim. Nunca gostou, nunca gostará. Nem tento mais ser amiga dela. Durante toda a minha gravidez, ela se referiu ao meu bebê como ‘meu bebê’ e ‘meu neto’. Ela não gostou muito de nenhum nome que eu pensei”, começou contando. “Bem, ele nasceu no dia 28, ela compartilhou o nascimento antes mesmo que eu pudesse … e anunciou o nome dele como algo completamente diferente de seu nome real”.

-Publicidade-

Ela continuou dizendo que o parceiro não vê nenhum problema no comportamento da mãe, já que ele vê o nome Miles como apenas um “apelido” que ela lhe deu. “O nome não é nem mesmo parecido com o nome verdadeiro dele, ela não mencionou o nome verdadeiro dele e excluiu um comentário com o nome verdadeiro dele. Além disso, ele tem três dias de idade, ele não pode realmente ter um apelido ainda … ela não o conheceu por causa do isolamento social… então me sinto muito desrespeitada. Não tenho certeza do que fazer”, finalizou ela.

Mais de 200 internautas responderam a publicação, dando opiniões no caso. A maioria dos que comentaram ficaram do lado da mulher e criticaram as ações da sogra. “Embora eu realmente ame o nome Miles (é o nome do meu filho), é insano que ela esteja fazendo isso. Miles realmente não faz sentido como um apelido para Emile, mas o mais importante, VOCÊ NÃO QUER QUE ELE seja chamado E ela sabe disso”, escreveu uma internauta.

E os comentários não param por aí! “Meu sobrinho se chama Matthew. Minha irmã NÃO quer que ninguém o chame de Matt, então todos respeitamos isso e resistimos à tentação de apelidá-lo. Não é realmente difícil”, compartilhou outra. Uma, ainda, sugeriu que ela cortasse as relações com a sogra.  “Você precisa cortar toda a comunicação e colocá-la em uma dieta informativa. Ela continuará a pisotear e pisar nos limites até que você o faça. Boa sorte”, sugeriu.

-Publicidade-