Romana Novais exibe hematomas após parto de risco de Raika: “Marcas do amor”

A esposa de Alok compartilhou nas redes sociais uma foto do pós-parto

Resumo da Notícia

  • Romana Novais está curtindo os primeiros dias ao lado da filha, Raika
  • A esposa do DJ Alok compartilhou pelas redes sociais uma foto dos hematomas que ganhou depois da situação
  • As complicações do nascimento da caçula foram causadas pela Covid-19

Romana Novais está curtindo os primeiros dias ao lado da filha, Raika. Depois do parto prematuro no último dia 2, com 32 semanas de gestação, a esposa do DJ Alok compartilhou pelas redes sociais uma foto dos hematomas que ganhou depois da situação. As complicações do nascimento da caçula foram causadas pela Covid-19.

-Publicidade-
Romana compartilhou o clique nas redes sociais (Foto: Reprodução / Instagram / @romananovais)

Na foto, a coxa da médica aparece marcada com hematomas roxos e amarelos. “Oito dias hoje do nascimento da minha bonequinha e as marcas do amor ainda estão por aqui”, escreveu ela. Romana permaneceu na UTI por três dias antes de se recuperar. O parto prematuro espontâneo foi causado por uma trombose na placenta desenvolvida a partir do agravamento da infecção pelo coronavírus.

Parto de risco

Romana fez um desabafo sobre o parto de emergência (Foto: Reprodução / Instagram @romananovais)

Mais cedo, Romana fez  um desabafo sobre o medo e os riscos que ela e a filha correram durante o parto. A médica explicou que passou por uma complicação rara chamada Coagulação Intravascular Disseminada (CIDV), muito perigosa. A situação é caracterizada por forte sangramento na placenta.

-Publicidade-

Na ocasião, ela contou que teve sangramentos e sentiu muitas dores. “A gente correu para o hospital sem pensar muito. Já passaram o acesso em mim na clínica mesmo e foram de carro. Só pensava que tinha que salvar minha filha, queria resolver tudo logo. Cheguei no hospital com muito medo. Ela nasceu muito rápido, eu não estava esperando. Nem esperava que eu fosse conseguir fazer um parto natural, estava com muita dor, mas ela precisava sair”, relatou.

A médica ainda contou que foi para a UTI logo após o parto, mas já está em casa cumprindo isolamento ao lado do marido, já Raika continua internada, apesar de estar bem. “Eu não posso visitá-la, mas vejo ela por Facetime. Isso pra mim é o mais difícil. Não vê-la, não poder tocar, amamentar. Mas diante de tudo que a gente viveu eu só tenho a agradecer a Deus por nunca abandonar minha família”, disse.

-Publicidade-