Sabrina Sato diz quando pretende engravidar novamente e fala que vai congelar óvulos

A apresentadora já é mãe de Zoe, fruto do casamento com Duda Nagle, e disse no seu canal do YouTube que planeja aumentar a família

Resumo da Notícia

  • Sabrina Sato já está pensando em engravidar e dar um irmão para a filha, Zoe
  • A esposa de Duda Nagle não descartou uma nova gravidez nos próximos anos
  • Sabrina Sato planeja congelar os óvulos

Sabrina Sato já está pensando em dar um irmão para a filha, Zoe! A apresentadora falou sobre o assunto em seu canal no Youtube durante uma entrevista com Grazi Massafera e Thelma Assis no quadro “SaladaSato”. A esposa de Duda Nagle não descartou uma nova gravidez nos próximos anos, mas deu a entender que ainda vai demorar para a família aumentar.

-Publicidade-
Sabrina Sato planeja engravidar no futuro e congelar os óvulos (Foto: Reprodução / Instagram / @sabrinasato)

A conversa começou com Grazi Massafera, que confessou já ter congelado os óvulos caso queira engravidar de novo – já que o namorado, Caio Castro, está apressado para se tornar pai. Além dela, a vencedora do Big Brother Brasil em 2020, Thelminha, também disse que fez o procedimento por ter medo da idade avançada.

Quando questionada sobre uma nova gravidez, Sabrina respondeu que pretender dar um irmão para Zoe, de 2 anos, só não sabe quando. “O irmãozinho da Zoe? Se eu vou dar irmão pra ela? Ai acho que mais pra frente, acho que eu vou congelar óvulos”, relatou ela. Veja o vídeo da entrevista no “SaladaSato” aqui:

Congelamento de óvulos: o que é e como funciona

O processo é feito em duas etapas. Primeiro é induzida a ovulação por meio de aplicação de medicação. Essa etapa dura de 9 a 11 dias. Em seguida é feita a coleta do óvulo. “Por meio do ultrassom, eu consigo visualizar os folículos dos ovários. Pela medida do folículo, vejo quando o óvulo está maduro”, explica a especialista em reprodução humana Ana Lucia Beltrame. Isso indica que o folículo pode ser extraído. A coletagem do folículo é feita por meio de um procedimento realizado em ambiente cirúrgico, com sedação venosa e que dura em torno de 15 minutos”.

Não existe uma idade máxima para a mulher realizar o congelamento, mas é importante ressaltar que passar pelo procedimento depois dos 40 anos vai resultar em um óvulo mais velho, que pode não se tornar um embrião. “Uma boa faixa etária para ‘guardar’ o óvulo seria abaixo dos 35 anos. Quando a mulher congela o óvulo com mais de 40, há somente 10% de chance de a fertilização dar certo”, finaliza.