Suposto contrato assinado por Gugu Liberato e Rose Miriam é divulgado

A assessoria do apresentador, que morreu em novembro de 2019, desconhece a existência do documento

Resumo da Notícia

  • O contrato foi divulgado em primeira mão pelo jornalista Erlan Bastos
  • A assessoria do apresentador desconhece
  • Todas as questões voltadas às crianças e como seria tratada a educação e o desenvolvimento delas estão no documento
O apresentador deixou três filhos (Foto: reprodução / Instagram)

Na noite da última terça-feira, 4 de fevereiro, o suposto contrato assinado por Gugu Liberato e sua companheira, Rose Miriam, sobre questões relacionadas aos filhos, foi divulgado em primeira mão pelo jornalista Erlan Bastos.

-Publicidade-

A assessoria do apresentador, que morreu em novembro de 2019 aos 60 anos de idade, diz desconhecer o documento. O contrato afirma que “ambos deliberaram que por meio de inseminação artificial teriam, como de fato tiveram, três filhos: João Augusto di Matteo Liberato (em 10 de novembro de 2001), e as gêmeas Marina di Matteo Liberato e Sofia di Matteo Liberato (em 25 de dezembro de 2003). Assumiram que todas as decisões voltadas aos interesses das crianças, seus filhos, de qualquer natureza que fossem, sempre seriam, sem exceção, por eles conjuntamente discutidas e tomadas”.

Todas as questões voltadas às crianças e como seria tratada a educação e o desenvolvimento delas estão no documento. Além da confirmação de que Gugu iria arcar com os custos de vida diários por meio uma pensão de 18 mil reais que seria depositada mensalmente na conta de Gianfrancesco Souza di Matteo, irmão de Rose.

-Publicidade-

Moradias 

“O pai e a mãe sempre habitaram em residências separadas, tendo sido desde o nascimento das crianças estabelecido entre eles, que a residência das crianças sempre será na casa da mãe. Por um tempo, a mãe, com a concordância do pai, decidiu estabelecer uma segunda residência no Rio de Janeiro, objetivando propiciar aos filhos melhores condições de educação e lazer, locando um apartamento na Barra da Tijuca. Após oito meses de locação, decidiram a mãe e o pai, conjuntamente, que a mãe e os filhos deixariam de residir no apartamento do Rio de Janeiro, retornando a mãe a morar com os filhos, unicamente na residência de Alphaville, Barueri, São Paulo, ou seja, no seu primeiro endereço de sempre”

Visitas 

“As visitas das crianças ao pai serão sempre realizadas de modo a garantir e preservar o atual relacionamento mantido entre o pai e seus filhos, de estreito vínculo afetivo. Por isso mesmo a eventual mudança dos filhos de cidade ou de país dependerá, sempre e impreterivelmente, de decisão conjunta entre o pai e a mãe. Quanto às visitas de cada semana e horários em que as crianças permanecerão na companhia do pai, tudo sempre foi ajustado de comum acordo entre o pai e a mãe”

Gastos

“O pai das crianças assume a obrigação de efetuar os seguintes pagamentos para manutenção dos filhos e da residência da mãe. Os salários e todos os encargos de uma babá, um motorista e duas empregadas. Esses funcionários serão, como sempre ocorreu, contratados e escolhidos pelo pai, por razões de confiança e segurança. A escolaridade completa das crianças, inclusive as matrículas, mensalidades, material, aulas particulares e extracurriculares, taxas, passeios e excursões, e assim por diante”.

“Tudo que diz respeito a saúde completa das crianças, seja através de plano de saúde já contratado ou, na falta de cobertura deste, por meio de pagamento das despesas relativas à saúde mental, dentária e física dos seus filhos”.

Comum acordo 

“Os pais, mesmo porque as crianças nasceram por deliberação de ambos, mediante inseminação, apenas vincularam-se por respeito e amizade, ligados tão somente como pais, e, portanto responsáveis pelo bem-estar dos seus filhos. O pai e a mãe das crianças, nada tendo a reclamar um do outro pela deliberação de ambos em terem os seus filhos ou a qualquer outro titulo, declaram-se plenamente satisfeitos, cada qual mantendo e conservando, isoladamente, sem qualquer participação ou ingerência do outro, os seus próprios bens”.

(Foto: Divulgação / Erlan Bastos)
(Foto: Divulgação / Erlan Bastos)

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

 

-Publicidade-