Vacina chinesa mostra eficácia após testes em 50 mil pessoas

O governador de São Paulo, João Doria, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, falaram sobre as descobertas e elogiaram a eficiência da imunização

Resumo da Notícia

  • Estudo feito com 50 mil pessoas mostra eficácia da vacina chinesa contra covid-19
  • João Doria e Dimas Covas falaram sobre os resultados do estudo
  • Segundo o que foi apontado, 5,36% dos voluntários tiveram efeitos adversos
  • Entenda quais foram os efeitos

O governador de São Paulo, João Doria, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, apresentaram o resultado de um estudo que comprova a eficácia da vacina chinesa contra o coronavírus. De acordo com o que foi apresentado  nesta quarta-feira, 23 de setembro, a Coronavac, criado pela chinesa Sinovac e que será produzida em conjunto no Brasil pelo Instituto Butantan, se mostrou segura na 3° fases de testes na China. Nessa etapa, mais de 50 mil voluntários receberam a imunização. Dimas Covas, afirmou que o relatório de segurança da vacina mostrou um perfil “excelente”.

-Publicidade-
Estudo comprova a eficácia da vacina contra o coronavírus (Foto: iStock)

“Absolutamente dentro do esperado para uma vacina. Conclusão: uma vacina que tem um excelente perfil de segurança, testado em 50 mil voluntários”, disse o diretor do Butantan, em um trecho da entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, destacado pela UOL.

De acordo com o que foi apresentado, 5,36% dos voluntários tiveram efeitos adversos. Destes, os efeitos mais frequentes foram:

-Publicidade-
  • dor no local da aplicação da vacina – 3,08%,
  • fadiga – 1,53%,
  • febre – 0,21%

“Além de segura, a CoronaVac está se mostrando extremamente eficiente“, afirmou Doria. “Torço para que outras vacinas possam ser testadas, aprovadas e aplicadas aos brasileiros”, acrescentou. Em relação aos testes da vacina chinesa no Brasil, Dimas Covas afirmou que os resultados de eficácia poderão ser analisados a partir de 15 de outubro. De acordo com informações do Governo de São Paulo, 5.600 pessoas já foram vacinadas de um total de 9 mil voluntários, todos profissionais de saúde.

-Publicidade-