Gravidez

Conheça a história por trás dessa foto de uma mãe com doença rara

Mackenzie explicou o significado das 65 rosas

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Mackenzie conseguiu dar à luz apesar de ter fibrose cística (Foto: Reprodução / Instagram @tararubyphotography)

Mackenzie conseguiu dar à luz apesar de ter fibrose cística (Foto: Reprodução / Instagram @tararubyphotography)

Mackenzie Bentley-Moult, de 24 anos, tem fibrose cística, um distúrbio genético progressivo que causa graves danos aos pulmões, ao sistema digestivo e outros órgãos do corpo. Com o tempo, a doença causa infecções, limitando a capacidade de respirar.

Quando foi diagnosticada, ela foi informada pelos médicos que ela não seria capaz de ter um bebê. Eles expressaram as preocupações de que ela sofreria por não ser capaz de ganhar ou manter o peso e por ter uma grande redução na função pulmonar, disse Bentley-Moult à Parents.

A foto foi tirada pela fotógrafa Tara Ruby, conhecida por fotografar mães soldadas amamentando de uniforme. Tara fotografou Mackenzie e seu bebê com 65 rosas.

Por que 65 rosas? Mackenzie explicou que em 1965, um menino chamado Richard Weiss, chamou a doença de “65 rosas” (cystic fibrosis, em inglês). Ao longo dos anos, esse apelido se transformou em um termo que torna mais fácil para crianças com essa síndrome descrevam sua doença.

No entanto, através de sua gravidez, trabalho de parto e parto, ela conseguiu provar que os médicos estavam errados. Ela disse que os médicos ficaram surpresos porque Mackenzie ficou muito saudável durante a gravidez e não apresentou nenhum problema.

“Meu bebê é milagroso, então eu queria poder mostrar isso, da mesma forma que as mães de fertilização in vitro mostram”, disse Mackenzie.

Leia também:

Mãe faz relato emocionante para denunciar preconceito sofrido pela filha deficiente e publicação gera comentários

Mãe e filho são diagnosticados com câncer com 5 meses de diferença e história emociona

Teste do pezinho expandido detecta Fibrose Cística