Gravidez

Juiz autoriza médicos a drogarem mulher grávida e fazerem cesárea contra vontade dela

O caso aconteceu no Reino Unido, Inglaterra

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Um juiz deu permissão para que médicos sedassem uma mulher grávida para fazer uma cesárea sem consentimento dela (Foto: Getty Images)

Um juiz do Tribunal Superior deu permissão para uma equipe de médicos de um hospital britânico sedar uma mulher de 25 anos que estava grávida e, depois disso, fazer uma cesárea sem a permissão dela. De acordo com o The Sun, os médicos chamariam a mulher para uma consulta de rotina no hospital e seria drogada com uma bebida, recebendo uma anestesia geral depois.

Se ela não pudesse ir ao hospital, o juiz permitiu que os médicos fossem até a casa dela e sedassem a mulher, dando continuidade ao plano. Ainda segundo o The Sun, o juiz disse que tomou essa porque ela tinha “dificuldades de aprendizado” e, portanto, não tinha condições de tomar decisões por conta própria. Porém, felizmente, nada disso aconteceu. Após o juiz realizar a audiência que permitia que os médicos fizessem tudo isso, a mãe deu à luz naturalmente.

A chefe executiva do hospital, Ammy Gibbs, foi procurada pelo jornal britânico e disse que ficou chocada com o plano e com os detalhes dele. “Do ponto de vista dos direitos humanos, é profundamente preocupante que qualquer tribunal autorize essa ordem. Uma cesariana é algo que ela não queria que acontecesse, a evidência mostra que ela foi perfeitamente capaz de entender essa escolha”, conta. “Ela expressou claramente que não consentia essa atitude”.

“O mais preocupante nesse caso é que todos nós podemos imaginar como isso seria angustiante e traumatizante para ela. O risco é muito alto”, ela diz. “Acreditamos que todas as mulheres têm o direito de decidir o que acontecerá no parto e isso é bem claro na lei do Reino Unido“, finalizou.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Mulher dá à luz no banheiro de Santa Casa após médico negar a realização de cesárea

Estudo mostra que cesáreas aumentam em 33% as chances do bebê desenvolver autismo

Absurdo! Bebê precisa passar por cirurgia plástica após corte acidental em cesárea