Menina de 11 anos morre após ser envenenada pela madrasta

A avó de Mirela clama pela justiça: “Está fazendo um ano que a minha neta se foi. Precisamos lutar pela justiça”

Resumo da Notícia

  • Neste domingo, 14 de junho, faz 1 ano que a menina Mirela Poliane Chue de Oliveira, de 11 anos, morreu
  • Ela foi envenenada pela madrasta Jaira Gonçalves de Arruda, de 42 anos
  • A mulher queria a herança deixada para a criança, no valor de 800 mil reais
Jaira matou a menina envenenada (Foto: Divulgação / Polícia Civil de Mato Grosso)

Neste domingo, 14 de junho, faz 1 ano que a menina Mirela Poliane Chue de Oliveira, de 11 anos, morreu ao ser envenenada pela madrasta Jaira Gonçalves de Arruda, de 42 anos.

-Publicidade-

A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) apontou que Jaira matou a garota para conseguir a herança deixada para a criança, no valor de 800 mil reais, ela envenenou a enteada com doses diárias de veneno por 2 meses.

A mulher responde pelo crime e as audiências do caso começaram, mas os procedimentos foram suspensos devido a pandemia do coronavírus. Jaira está presa na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá.

-Publicidade-
Mirela tinha 11 anos de idade (Foto: reprodução / redes sociais)

A avó de Mirela clama por justiça: “Está fazendo um ano que a minha neta se foi. Precisamos lutar pela justiça e vamos continuar lutando. Cremos que a Justiça será feita. A família espera por isso. O que essa mulher fez na vida da família toda foi uma grande tristeza”, disse ao G1.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-