Número de casos de coronavírus na Itália pode ser até 10 vezes pior e te explicamos o porquê

Segundo informações do chefe da Agência de Proteção Civil italiana, os registros de infectados pelo covid-19 no país podem ser muito mais numerosos

Resumo da Notícia

  • Itália pode ter 10 vezes mais casos de covid-19 do que os números registrados
  • A informação veio do chefe da Agência de Proteção Civil italiana
  • O país é, atualmente, o epicentro da pandemia
  • Entenda por que os registros podem ser mais numerosos
Números de infectados pode ser 10 vezes maior que o registrado na Itália (Foto: Unsplash)

A Itália é novo epicentro do surto de coronavírus. Segundo o último boletim feito no país, há 69.176 casos confirmados e 6.077 pessoas morreram. O chefe da Agência de Proteção Civil italiana, órgão que reúne as estatísticas a respeito do coronavírus no país, disse, no entanto, que o número de casos pode ser 10 vezes maior do que o registrado oficialmente.

-Publicidade-

Caso a estimativa esteja correta, ao menos 640 mil pessoas contraíram a doença na Itália desde o início da crise no país. Os registros italianos, até o momento, está próximo de atingir o dobro dos da China, local onde a pandemia se iniciou.

O principal motivo dos número serem possivelmente 10 vezes maiores que o registrado se dá ao fato de que, no país europeu, nem todos os que apresentam sintomas estão sendo submetidos a testes, apenas aqueles que estão em situação de internação. Com isso, diversas pessoas estão infectadas mas não receberão a confirmação oficial.

-Publicidade-

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-