Rede de supermercados cria bolo com formato de furacão Dorian e gera polêmica

Caso repercutiu negativamente nas redes sociais

(Foto: reprodução / Twitter)

A rede de supermercados Publix, na Flórida, está recebendo uma enxurrada de comentários negativos nas redes sociais, pelo departamento de padaria do estabelecimento estar produzindo bolos no formato do furacão Dorian, que ocasionou na perda de diversas moradias e vítimas. As pessoas ao visitarem o estabelecimento para comprar suprimentos, água, lanternas e pilhas, se surpreenderam com o bolo na vitrine.

-Publicidade-

Chamados de “Hurri-Cakes”, foram produzidos uma semana antes das mudanças climáticas, e são justificados como uma forma de aliviar a tensão que estaria por vir. Três sabores foram feitos, o de chocolate custava US $ 11,99, e o de creme de manteiga e cookies equivaliam à US $ 10,99.

(Foto: reprodução / Twitter)

Jessica Gouin, confeiteira da padaria do Publix, disse em entrevista a ABC que o bolo serviria para levar “alegria ou sorriso às pessoas durante esses momentos estressantes”. Pelo Twitter, alguns internautas deixaram mensagens de indignação com o ocorrido: “Moro na Flórida e não estou dando risada”, comentou uma. “Vamos ver o quanto eles gostariam se isso destruísse suas casas e/ou locais de negócios”, completou outro.

-Publicidade-

Pela conta pública da Publix no Twitter, um representante se pronunciou: “Nunca é nosso objetivo ofender ninguém com os produtos que oferecemos, e peço desculpas por decepcioná-lo. Locais individuais fizeram alguns dos bolos de furacão que você viu e compartilharei pessoalmente seus comentários sobre esse design de bolo“.

Passagem do furacão pelas Bahamas

Menino de sete anos se torna a primeira vítima do furacão Dorian (Foto: reprodução / Facebook)

Lachino Mcintosh, de apenas 7 anos, faleceu no último domingo, 1 de setembro, após sua casa ter sido atingida pelo furacão Dorian, em Bahamas. O menino se tornou a primeira vítima fatal do fenômeno enquanto estava procurando algum lugar seguro para ficar.

Segundo o jornal local, os outros integrantes da família de Lachino continuam desaparecidos, mas as buscas não pararam. Imagens compartilhadas por internautas mostram como a cidade ficou destruída, quase nada aguentou e muitas famílias ficaram sem moradia e suplementos.

De acordo com o jornal britânico, Daily Mail, o furacão estava com ventos de até 360 quilômetros por hora e chegou à categoria cinco, o que significa que ele está muito forte. Agora está a caminho do estado da Flórida nos Estados Unidos. Nos estados da Flórida e da Carolina do Sul milhares de pessoas já tiveram que evacuar de suas casas por causa do furacão.

O ministro de Assuntos Exteriores de Bahamas, afirmou à população que não é seguro sair as ruas ainda devido ao alto número de fios e árvores derrubadas. O Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos classificou o fenômeno como o segundo mais forte registrado na bacia do Atlântico.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia mais:

Irmãos fazem 1000 refeições para vítimas do furacão Irma

Mãe doa mais de 28 litros de leite materno para as vítimas do furacão Harvey

Furacão Matthew esvazia parques da Walt Disney World

-Publicidade-