Mãe de 61 anos realiza o sonho do filho gay de ser pai: “Foi desafiador”

Os exames mostraram que Cecile estava ótima para gerar a criança

A mãe realizou o sonho do filho de construir uma família (Foto: reprodução / Instagram)

Cecile Eledge, de 61 anos, foi barriga de aluguel para realizar o sonho do filho, Matt, de ser pai e do marido dele, Elliot. Tudo começou enquanto os dois foram almoçar na casa da mulher e revelaram a notícia para a mãe: “tenho algo emocionante para lhe contar. Elliot e eu queremos começar uma família“. Cecile não pôde conter a emoção e disse que estava muito animada pela notícia, como revelado ao site That’s Life.

-Publicidade-

Há doze anos, Matt confessou para a mãe que é gay e ela revelou que ficou muito triste por ele não ter contado mais cedo e passado por algo tão difícil sozinho. “Eu me senti ansiosa também, porque fiquei com medo de que ele nunca pudesse experimentar o casamento. Por sorte, a lei mudou”. Após o almoço na casa da mãe, Matt e Elliot começaram a pesquisar sobre adoção, barriga de aluguel e também doadoras de óvulos.

O casal viu que todo o processo era muito complicado, então, Cecile apenas disse: “Do fundo do meu coração e sem hesitar, serei sua substituta”. Ela comentou que o filho começou a rir da situação e de primeira, com senso de humor, ele recusou a oferta.

-Publicidade-
A gravidez foi um desafio para Cecile (Foto: reprodução / Instagram)

“Eu estava na menopausa há quase uma década, mas estava em forma, saudável e desfrutara de três gestações tranquilas. Eu sabia que era a mulher para este trabalho especial. Com o tempo, e com a ajuda do meu marido, Kirk, os meninos aceitaram a proposta”. Cecile colocou uma condição para o processo: “Você não pode se mudar com meu neto por pelo menos uma década”, disse brincando. Em lágrimas, Matt e Elliot concordaram.

A mulher contou que realizou alguns testes e os médicos disseram que ela estava ótima. “Eu também estava nervosa. Se funcionasse, seriam os nove meses mais desafiadores da minha vida – a responsabilidade de carregar a preciosa carga do meu filho era enorme”. “Toda vez que Elliot, Matt, Kirk e eu éramos chamados à sala do médico de fertilização in vitro, os pacientes nos olhavam perplexos. Aqui estávamos nós, este casal idoso e dois jovens, todos indo para uma consulta!”

Foram 7 horas de trabalho de parto (Foto: reprodução / Instagram)

Alguns dias depois, a mulher realizou testes de gravidez que comprovaram que ela estaria esperando um bebê. “Nós saboreamos todos os momentos em particular, porque algumas pessoas poderiam nos julgar por não entender a ciência”, contou. Cecile ficou 7 horas em trabalho de parto e depois tudo foi contido pelo choro de uma menina, que agora podia estar nos braços dos três.

“Observar Matt e Elliot com ternura abraçar sua preciosa garota fez minhas emoções borbulharem, e eu lembrei de uma promessa que fiz a Jody, a mãe de Elliot antes que ela falecesse de câncer de pulmão aos 58 anos. Prometi amar Elliot como o meu. Se ao menos ela pudesse estar aqui conosco”, contou ao site. A mulher revelou que estava muito feliz em poder ver os dois com a neta, e que está realizada em poder ver o casal crescer no papel de pais.

Leia também:

Casal contrata barriga de aluguel e gera polêmica após nascimento do filho: “Não quero mais o bebê”

Mãe fala sobre a experiência de ser barriga de aluguel: “Estar grávida do filho de outra pessoa é surreal”

Nasce quarto filho de Kim Kardashian gerado por uma barriga de aluguel: “Ele é perfeito”

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

-Publicidade-