Caso Madeleine McCann: investigadores buscam corpo em canteiro após nova pista

Desaparecida há 13 anos, os policias iniciaram uma nova procura pela menina nesta terça-feira, 28 de julho, na Alemanha, ao saberem de uma informação

Resumo da Notícia

  • A polícia descobriu uma nova pista sobre o principal suspeito do caso
  • Madeleine McCann está desaparecida há 13 anos
  • Alguns promotores acreditam que ela não esteja mais viva
  • Os pais da menina ainda não perderam as esperanças

No início da manhã desta terça-feira, 28 de julho, a polícia alemã começou uma nova busca por Madeleine McCann, que desapareceu em 2007 em Portugal. Após identificaram Christian B, de 43 anos, como um possível suspeito, a polícia descobriu que ele morou em Hanover, na Alemanha.

Madeleine está desaparecida há 13 anos (Foto: Getty Images)

Para as buscas, os investigadores foram enviados a um canteiro no local com escavadeiras, pás e cães farejadores, de acordo com o jornal “Hannovershe Allgemeine”. Julia Meyer, porta-voz da Promotoria De Brunswick, informou apenas que “essas buscas estão ligadas à nossa investigação do caso Maddie McCann”, sem dar mais detalhes.

Na Alemanha, os canteiros são famosos por permitir que os moradores cultivem legumes e frutas, façam churrascos e ainda descansem aos fins de semana. A nova busca pode ajudar com que os investigadores confirmem a tese de que Madeleine McCann, desaparecida há 13 anos, esteja morta.

Em junho, os promotores afirmaram que ainda não tinham provas concretas de que Madeleine não estava mais viva, mas ainda apoiam a tese. “Ainda não existe evidências forenses”, como, os restos do corpo. Atualmente, Christian está detido em Kiel, no norte da Alemanha, por ter cometido outro crime. Na época em que a menina sumiu, ele morou há poucos quilômetros do hotel em que Madeleine estava com a família, na Praia da Luz, em Portugal.