Caso Madeleine McCann: investigadores buscam corpo em canteiro após nova pista

Desaparecida há 13 anos, os policias iniciaram uma nova procura pela menina nesta terça-feira, 28 de julho, na Alemanha, ao saberem de uma informação

Resumo da Notícia

  • A polícia descobriu uma nova pista sobre o principal suspeito do caso
  • Madeleine McCann está desaparecida há 13 anos
  • Alguns promotores acreditam que ela não esteja mais viva
  • Os pais da menina ainda não perderam as esperanças

No início da manhã desta terça-feira, 28 de julho, a polícia alemã começou uma nova busca por Madeleine McCann, que desapareceu em 2007 em Portugal. Após identificaram Christian B, de 43 anos, como um possível suspeito, a polícia descobriu que ele morou em Hanover, na Alemanha.

-Publicidade-
Madeleine está desaparecida há 13 anos (Foto: Getty Images)

Para as buscas, os investigadores foram enviados a um canteiro no local com escavadeiras, pás e cães farejadores, de acordo com o jornal “Hannovershe Allgemeine”. Julia Meyer, porta-voz da Promotoria De Brunswick, informou apenas que “essas buscas estão ligadas à nossa investigação do caso Maddie McCann”, sem dar mais detalhes.

Na Alemanha, os canteiros são famosos por permitir que os moradores cultivem legumes e frutas, façam churrascos e ainda descansem aos fins de semana. A nova busca pode ajudar com que os investigadores confirmem a tese de que Madeleine McCann, desaparecida há 13 anos, esteja morta.

-Publicidade-

Em junho, os promotores afirmaram que ainda não tinham provas concretas de que Madeleine não estava mais viva, mas ainda apoiam a tese. “Ainda não existe evidências forenses”, como, os restos do corpo. Atualmente, Christian está detido em Kiel, no norte da Alemanha, por ter cometido outro crime. Na época em que a menina sumiu, ele morou há poucos quilômetros do hotel em que Madeleine estava com a família, na Praia da Luz, em Portugal.

-Publicidade-