Criança

Pai mostra pornografia infantil para os filhos e é condenado por juiz: “Pervertido e depravado”

O caso aconteceu na Austrália

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Ele foi condenado a ficar 6 meses de preso (Foto: Getty Images)

Segundo o jornal britânico Daily Mail, um pai australiano ficará preso pelo próximos seis meses por expor os dois filhos menores à pornografia infantil. Ele assumiu a culpa e foi sentenciado pela corte do distrito de Bundaberg. O juiz Tony Moynihan o condenou por crime de violência doméstica.

O pai ainda foi chamado de pervertido e depravado pelo juiz, antes de receber a sentença de dois anos de pena. O Daily Mail afirma que, após seis meses em regime fechado ele poderá ser liberado, mas ainda vai ficar em um período de três anos prestando serviços à comunidade e em condicional.

Na investigação, a polícia achou mais de 17.000 imagens e 2.oo0 vídeos com conteúdos de pornografia infantil guardados na residência do homem. Ao que parece, os filhos não moravam com ele, mas estavam passando o dia com o pai quando foram expostos aos conteúdos.

O promotor do caso, Christopher Cook, alegou que as crianças ficaram, no mínimo, meia hora assistindo aos vídeos que o pai tinha em casa. Christopher ainda disse que este é um caso incomum, o homem nunca tinha sido fichado por crimes sexuais e não tinha nenhum histórico de má conduta, e mesmo assim tinham duas pessoas reclamando de seus atos.

Um dos irmãos contou ao psicólogo que o pai havia mostrado cenas sexuais horríveis que envolviam crianças, o psicólogo foi então avisar a polícia. Quando questionado, o pai disse que realmente tinha feito aquilo. A defesa disse, tentando justificar, que o condenado tem autismo e estava deprimido. E que o pai sempre teve uma boa relação com os filhos e, inclusive, conversa com eles todos os dias por telefone.

Leia Também: 

Assédio sexual: precisamos falar sobre isso

Atenção! Vídeo explica para as crianças a diferença entre carinho e abuso sexual

Pornografia proibida