Carta Aberta: “Pai, não consigo pensar em viver sem você ao meu lado, somos ligados pelo amor”

No mês de Dia dos Pais, eles recebem as homenagens que tanto merecem. Confira a Carta Aberta que Andressa Simonini, nossa editora-executiva, fez ao pai Igor

Resumo da Notícia

  • O papel de pai é digno de protagonismo
  • Neste mês de Dia dos Pais, decidimos homenageá-los
  • Confira a carta aberta de Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, para o pai Igor

Assumir o papel de pai é uma grande responsabilidade. É cuidar, participar, educar, brincar, estar totalmente presente e, acima de tudo, amar. Por serem tão importantes na criação dos filhos, eles merecem todas as homenagens possíveis.

-Publicidade-
Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, escreveu uma carta aberta ao pai, Igor (Reprodução/Instagram @ddsimonini)

Neste mês de Dia dos Pais, separamos um espaço para eles. Em parceria com a Philips Avent, falamos sobre paternidade ativa, o amor entre pais e filhos, educação com afeto e os desafios de ser pai nos dias de hoje. Homenageamos esses caras que fazem a diferença de verdade na criação de uma família!

A última carta aberta dessa semana é da Andressa Simonini, filha de Igor e editora-executiva da Pais&Filhos. Confira:

-Publicidade-
Igor, pai de Andressa Simonini, recebe a carta aberta como homenagem do Dia dos Pais (Reprodução/Instagram @ddsimonini)

“Estou aqui, com meus 36 anos, criada também por você. A educação que tive foi baseada em afeto. A prova disso é que não consigo pensar em viver sem você ao meu lado. Minha vida andou, hoje você me considera independente (mesmo achando que eu ainda tenho 10 anos), mas essa conquista foi tua também.

Pai, percebi que não sou perfeita. Consigo enxergar seus elogios e críticas com muito mais clareza. Tenho tanto para melhorar e lá você está, ao meu lado me mostrando.

Entendi que você tem seus defeitos na paternidade também, considero poucos, mas para mim essa é a sua perfeição. Temos o mesmo DNA, mas a sensação que fica é que mesmo se eu não viesse ao mundo pela relação biológica entre você e minha mãe, nos encontraríamos.

Meu coração aquece quando falo de você. Sempre te achei o melhor pai do mundo. Quando criança não concordava quando meus colegas falavam que os deles é que eram melhores. Só existe um campeão: você.

O trabalho que exerço hoje me faz mergulhar e estudar o mundo tão fundamental que é o da paternidade. Quando olho para trás gostaria de ter falado para você quantas outras coisas seriam ainda mais efetivas para esse relacionamento ser mais forte. Calma, pai, não estou julgando, como falei, você é o melhor para mim.

Os tempos são outros, gostaria que muitas crianças pudessem falar quando adultas do jeito que eu falo de você. Tem filhos que passam a infância com um pai ausente, olha que absurdo. Não é apenas a criança que perde, mas o homem também.

O bom é que esse cenário está mudando e tenho conhecido pessoas que fazem jus a essa nomenclatura. Somos ligados pelo amor, mas vamos combinar de ser ainda mais próximos? Eu acho que é possível, sempre podemos fazer mais, principalmente porque o caminho desse relacionamento é delicioso.

Falo de você com a boca cheia porque você é meu pai. Pronto. Paaaai!!!! Isso nunca vai acabar. Essa é uma das minhas missões na Pais&Filhos, mostrar que as crianças um dia irão falar de seus pais assim como eu descrevo você. Só depende deles. Neste mês a gente se conecta de amor por todo esse seu esforço (só você sabe qual é), então… Feliz Dia dos Pais. Resumindo: Te amo.”

 

O 9º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Tal da Felicidade está aí! Ele vai acontecer no dia 19 de agosto, completamente online e grátis. Serão oito horas de transmissão ao vivo e você pode acompanhar tudo neste link aqui. Esperamos por você!

 

 

-Publicidade-