Família

Estudo mostra que a maioria dos avós tem vontade de morar com os netos

Pesquisa foi feita com a geração nascida entre 1946 e 1964

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

(Foto: Reprodução / GettyImages)

Segundo um estudo feito pela Meyers Research, os netos não precisarão mais viajar para visitar os avós e sim, eles que irão até os netos. A empresa americana decidiu estudar os padrões de migração dos baby boomers (geração nascida entre 1946 e 1964) e os millennials e os resultados foram bem diferentes. Enquanto a geração mais velha de avós vão se mudar para encontrar um emprego adequado antes de morarem em algum lugar, os baby boobmers devem ir para o local mais próximo dos netos.

De acordo com Ali Wolf, o diretor de pesquisa econômica, mais de um terço dos avós afirmou que pretendem mudar de moradia em algum momento da vida e usar a aposentadoria como uma desculpa para se aproximar dos netos. Além de estarem dispostos a atravessarem fronteiras estaduais para conviver mais perto com os familiares. “À medida em que a era digital cresceu, temos esse recuo para a interação humana com quem mais importa em nossas vidas”, explicou.

E mais! 42% dos avós buscam uma casa menor, segundo um relatório do Instituto Demand feito por pesquisadores da Nielsen e Conference Board. Entretanto, eles levam em conta as áreas de lazer serem maiores, quartos extras ou espaço ao ar livre para os netos, fora os locais de boas programações nas proximidades.

Os americanos mais velhos tendem a buscar benefícios fiscais, incluindo impostos estaduais e locais de baixa ou nenhuma renda. E os estudos ajudam nessa vontade dos avós, verificando os melhores estados para os aposentados morarem, com melhores preços e condições.

Leia também:

Vídeo: avós se assustam quando descobrem que os dois filhos serão pais ao mesmo tempo

Saiba tudo sobre guarda compartilhada com os avós!

Estudo: número de avós que criam os netos cresce cada vez mais e isso é muito bom