Menino volta da creche com cocô amarrado na mochila e mãe desabafa em vídeo: “Estou indignada”

A secretaria de Educação de pronunciou sobre o caso e disse que a auxiliar fez o que era possível no momento

Menino volta da escola com sacola de cocô amarrada na mochila (Foto: Getty Images)

Stefane Leite da Silva, uma mãe de Montes Claros, em Minas Gerais, fez uma publicação, revoltada, nas redes socais, denunciando que o filho voltou da escola com uma sacola com cocô amarrada na mochila.

-Publicidade-

No vídeo, ela explica que uma professora ou outra funcionária do Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI), teria amarrado o conteúdo da mochila do filho e submetido o menino de 3 anos a constrangimento. Ela explica que o filho precisa pegar ônibus para voltar para casa com outras 30 crianças e desceu da condução chorando.

Na publicação, a mãe explica que o filho contou que “a tia tinha brigado”. Segundo ela, o menino não parava de chorar e não queria voltar para a creche.

-Publicidade-

No Facebook, o vídeo já teve mais de 200 compartilhamentos e diversos comentários, a maioria em apoio à mãe e repudio à atitude da funcionária da escola.

Resposta da Secretaria da Educação

A Secretaria de Educação de Montes Claros se pronunciou sobre o caso através de uma nota divulgada. confira na íntegra:

“A Secretaria de Educação esclarece que, ao final do turno escolar, a criança em questão fez suas necessidades fisiológicas na própria roupa. Devido ao avançado da hora, e para que o aluno não perdesse o transporte escolar, a auxiliar fez a higiene da criança, deu banho e colocou sua cuequinha, ainda suja, em uma sacola, e a amarrou na mochila, já que era o que poderia ser feito naquele momento.

A Secretaria acrescenta que a diretora do educandário já se reuniu com a mãe da criança e prestou, pessoalmente, as explicações sobre o ocorrido. Também destaca que a auxiliar em questão tem uma longa experiência de trabalho naquela escola e que contra ela não existem outras reclamações”.

Leia também:

Professora recebe punição de prefeito após amarrar aluno com deficiência na cadeira da escola

Mãe perde aula por não ter com quem deixar a filha e professora dá resposta surpreendente

Professora corta cabelo igual ao de aluna que sofria bullying: “Eu precisava fazer isso”

-Publicidade-