São Paulo teme não alcançar pico de contaminação por coronavírus e cenário pode ser muito pior

A partir da observação do número de casos no estado, os cientistas ficaram em alerta por não se atingir um número máximo até o momento e já consideram um possível platô na região

Resumo da Notícia

  • O estado de São Paulo está em alerta por não atingir o pico da doença
  • No último domingo, foram 4.782 mortes pela doença
  • O número de casos no litoral e no interior aumentaram em quatro vezes
  • As autoridades alertam sobre o estado entrar em platô
Nos últimos 15 dias, aconteceu uma aceleração no número de casos (Foto: Getty Images)

Os cientistas, que acompanham de perto o crescimento do novo coronavírus, ficaram em alerta após o estado de São Paulo aumentar a cada dia o número de mortes pela doença. Por um período, chegou-se até a entrar em um processo de achatamento da curva, mas nos últimos 15 dias, ocorreu uma aceleração dos casos.

-Publicidade-

De acordo com informações do G1, os estudiosos explicaram que pode ser que não se alcance o pico de contaminação e entre no chamado “platô”, que é quando ocorre um pico contínuo e demora a cair. Com isso, o número de casos pode se manter alto por um longo período, preocupando sobre o colapso no sistema de saúde.

A situação de São Paulo pode atingir o chamado platô (Foto: Getty Images)

Ester Sabino, professora na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), explica ao G1 que: “O que pode ocorrer é não termos um pico de mortes, mas um platô, uma curva que fica um tempão lá no alto, com muitas novas mortes por dia. A gente queria que esse platô de casos ficasse sempre abaixo da capacidade das UTIs, mas não é essa a tendência que está se desenhando em São Paulo“.

-Publicidade-

A partir dos dados do governo estadual, foi possível notar que em São Paulo o coronavírus está aumentando cerca de quatro vezes mais rápido no interior e no litoral. No último domingo, 17 de maio, chegou-se à 4.782 óbitos no estado, sendo que no domingo anterior haviam 3.709. Com o número de mortes, se São Paulo fosse um país, seria o 13º no mundo em óbitos. O estado já ultrapassou a China.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-