Volta às aulas na rede estadual começa hoje: tire as principais dúvidas sobre o retorno em São Paulo

Com as aulas nas escolas estaduais autorizadas para retornarem hoje, 8 de fevereiro, explicamos como o retorno acontece na prática e as expectativas sobre o momento

Resumo da Notícia

  • Veja como será o retorno na prática para a rede estadual de ensino em São Paulo
  • As aulas retornam nesta segunda-feira, 8 de fevereiro
  • Tire as principais dúvidas sobre a volta às aulas presenciais no estado

Nesta segunda-feira, 8 de janeiro, as escolas estaduais da rede pública de São Paulo estão autorizadas para iniciar o retorno presencial desde que sigam os protocolos de segurança contra covid-19. Desde a semana passada, as escolas particulares também já estavam liberadas para a volta. Para a rede municipal, o retorno está previsto para o dia 15 de fevereiro.

-Publicidade-
O retorno para o ensino estadual começa nesta segunda-feira, 8 de fevereiro (Foto: Thinkstock)

Em esquema de rodízio, a volta às aulas presenciais acontece de forma gradual com 35% da capacidade de estudantes presentes por dia nas fases vermelha e laranja do Plano São Paulo. Já no caso da capital paulista, que está na fase amarela, a capacidade total é de 70% dos alunos, mas nas primeiras semanas Rossieli Soares, secretário de Educação, informou que irá manter os 35% devido o planejamento já ter sido acertado com as escolas. Após o início do retorno poderá ser reavaliado a retomada em percentuais maiores.

Volta facultativa

Apesar do decreto que dizia que o retorno presencial seria opcional apenas nas fases vermelha e laranja do Plano São Paulo, a secretaria informou que não irá cobrar a obrigatoriedade dos alunos nas escolas estaduais na fase amarela. Ainda não foi informado quando a regra passará de fato a valer.

-Publicidade-

“Cada unidade escolar poderá definir como irá realizar o rodízio de alunos e suas atividades presenciais e remotas. A carga horária também poderá ser adaptada para o cumprimento das normas. Por isso é importante que pais, responsáveis ou alunos maiores de 18 anos entrem em contato com a sua escola para saber os dias e horários em que poderão ir presencialmente na unidade. Os alunos que não puderem acompanhar as aulas nas escolas, devem fazer via Centro de Mídias SP, remotamente”, informou a Secretaria em nota.

As escolas municipais também irão receber 70% dos alunos no dia 15 de fevereiro?

As instituições municipais de ensino não são obrigadas a reabrirem até o limite, mas para as unidades que estiverem em regiões de fase amarela, podem aumentar a capacidade de alunos presencialmente. Em São Paulo, por exemplo, o prefeito Bruno Covas delimitou uma regra de atendimento de até 35% dos alunos nas escolas municipais em um primeiro momento.

A capacidade de alunos vale para todas as séries?

Sim. Nas cidades em que foram autorizadas o aumento da capacidade de 35% para 70%, as instituições possuem liberdade para organizar o retorno presencial, podendo assim dividir o tempo entre as séries ou dar preferência para um setor específico. No caso das instituições particulares, a preferência tem sido para a educação infantil e o ensino fundamental I, onde foi visto que há uma maior dificuldade nas atividades à distância.

A volta às aulas presenciais é obrigatória para os professores?

Sim, desde que não sejam parte do grupo de risco para o novo coronavírus. No ensino estadual, os professores chegaram a decretar greve e disseram que continuariam o trabalho de forma remota, mas segundo o governo do estado de São Paulo, as escolas irão continuar abertas.

Quais serão as medidas de segurança?

A temperatura de alunos e professores deverá ser aferida na entrada e durante o período de aula. Caso o aluno apresente temperatura acima de 37,5ºC, é recomendado que ele permaneça em casa. Durante todo o percurso casa-escola, os estudantes e funcionários deverão usar máscaras.

Sobre o uso de álcool em gel 70%, as escolas de rede estadual estão equipadas com dispensers para a higienização frequente das mãos. Já para a limpeza de espaços de uso comum, os ambientes deverão ser higienizados a cada turno e sempre que necessário. Para banheiros e vestiários, o espaço deve ser limpo antes e após o fechamento da instituição, além de a cada 3 horas.

Tire as principais dúvidas sobre o retorno (Foto: Shutterstock)

E como fica o uso de bebedouro?

Será permitido apenas para encher garrafas e vasilhames. Para segurança dos alunos, está proibido colocar a boca para tomar água no bico de pressão ou torneira. É recomendado que cada um dos alunos leve a sua garrafa ou faça uso de copos descartáveis.

-Publicidade-