Caso Ísis Helena: bebê está desaparecida há 47 dias e justiça toma decisão após novo depoimento

Jennifer Natalia Pedro, mãe da menina, foi levada para delegacia nesta sexta-feira, 16 de abril, e falou à Polícia Civil mais uma vez sobre o caso da filha

Resumo da Notícia

  • A bebê de 1 ano e 10 meses desapareceu há 47 dias
  • As investigações ainda estão em andamento
  • A mãe da menina foi presa preventivamente
  • Ela desapareceu enquanto a mulher levava o outro filho para a creche
Ela tem 1 ano e 10 meses (Foto: reprodução / Instagram @caso_isis_hellena)

Na manhã desta sexta-feira, 17 de abril, a polícia prendeu a mãe da bebê Ísis Helena, de 1 ano e 10 meses, de desapareceu em Jundiaí, interior de São Paulo. De acordo com informações do G1, ela ficará em prisão temporária por cinco dias, para que a corporação possa dar continuidade nas investigações.

-Publicidade-

A menina sumiu há 47 dias, e ainda não existem pistas sobre o caso. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou: “Diligências estão em andamento para esclarecer os fatos”. O inquérito ainda está sendo mantido sob sigilo.

A mãe ficará presa por cinco dias (Foto: reprodução / Instagram @caso_isis_hellena)

A bebê nasceu prematura e fazia uso de remédios controlados por causa da microcefalia. A família de Ísis informou ainda à EPTV, afiliada da TV Globo, que Jennifer Natalia Pedro estava em casa com o outro filho, mesmo após o início das investigações.

-Publicidade-

João Pellicer, advogado da mãe da menina, afirmou ao G1 que Jennifer não é suspeita, mas foi presa temporariamente para o estudo do caso. Em novo depoimento, feito hoje, a mulher contou que não tem nada a ver com o desaparecimento da filha. Ela está na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Mogi Guaçu, em São Paulo, onde o caso está sendo conduzido. A Polícia Civil não deu mais informações sobre o motivo da prisão.

Entenda o caso

Cães guia ajudam a encontrar criança desaparecida em Itapira (Foto: divulgação Guarda Municipal de Jundiaí)

Isis Helena, de 1 ano e 10 meses, desapareceu na cidade de Itapira, São Paulo. Tudo aconteceu enquanto a mãe levava o outro filho para a creche. Segundo a mãe, ela havia deixado Isis na companhia da avó, que sofre de Alzheimer e ao retornar ao local, notou que o portão estava aberto e a criança não estava lá.

O canil da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) está contribuindo na busca pela menina. A busca inicial está sendo feita nas proximidades da casa do bebê, localizada na Rua Espanha, e Praça da Árvore.

Cães guia ajudam a encontrar Isis (Foto: divulgação Guarda Municipal de Jundiaí)

A Guarda Civil Municipal, Grupamento de Bombeiros Voluntários de Itapira, Polícia Militar e Polícia Civil estão colaborando com a ação. O Serviço de Investigações Gerais (SIG) também está acompanhando o caso.

Segundo o site Itupeva Agora, Isis não consegue engatinhar e toma remédios controlados.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-