Nova plataforma pretende ajudar mães e pais na criação de bebês

A startup foi feita pela Natura e poderá ser utilizada pelas consultoras que têm filhos pequenos. Ela é focada nas crianças da primeiríssima infância, ou seja, de 0 a 3 anos

Resumo da Notícia

  • Nova plataforma pretende ajudar mães e pais na criação de bebês
  • A plataforma foi feita pela Natura e poderá ser utilizada pelas consultoras
  • Ela é focada para mães de crianças de 0 a 3 anos
  • Conheça mais sobre o projeto

Pensando na importância do cuidado, acolhimento e orientação parental para mães com filhos de 0 a 3 anos de idade, que estão na chamada “Primeiríssima Infância”, a Natura, em conjunto com a health tech Bloom, lançou uma plataforma para apoiar Consultoras Natura e orientá-las, com ferramentas práticas sobre a criação dos bebês.

-Publicidade-
Nova plataforma pretende ajudar mães e pais na criação de bebês (Foto: reprodução Parents / Pinterest)

A startup promove a orientação personalizada às famílias e dá dicas sobre melhores práticas de gestão para empresas sobre a parentalidade. O programa apoia as consultoras na jornada de criar um mundo novo que é um bebê. Na fase piloto, cerca de 15 mil consultoras tiveram acesso à plataforma. Como os resultados foram positivos, a marca ampliou o acesso para todas as consultoras que são mães ou cuidam de crianças pequenas!

“Como missão, buscamos fortalecer o vínculo do bebê com a mãe e a sua família. Oferecer a ferramenta, em parceria com a Bloom, às nossas consultoras e apoiá-las na jornada de parentalidade reforça nosso objetivo”, afirma Tatiana Coló, Gerente de Marketing Brasil de Mamãe e Bebê.

-Publicidade-

Os resultados foram muito positivos! 94% das que usaram a plataforma relataram que se sentiam satisfeitas com a maternidade. Já em relação ao tempo de cuidado consigo mesmas, uma coisa tão complicada entre as mães, 87% relataram que conseguiram tirar um tempo para si. A qualidade de vida das crianças também aumentaram!  98% relataram que seus filhos brincavam ao ar livre. E  96% das mulheres afirmaram ler ou contar uma história para seus filhos.

“Com base na nossa experiência, já esperávamos resultados positivos. Mas no contexto da Natura, eles foram potencializados. Porque a parentalidade é full-t ime e o cuidado com ela também deve ser.”, finaliza Roberta Sotomaior, CEO e cofundadora da Bloom.

-Publicidade-