Duas a cada dez crianças têm asma: saiba como cuidar da doença no inverno

A asma ocorre em todas as idades e todas as raças, entretanto é mais comum na infância. É a doença crônica mais comum que causa ausência na escola

Resumo da Notícia

  • No Brasil, a asma é a doença crônica mais comum na infância e acomete cerca de 20% das crianças
  • Durante o inverno a doença pode ser agravada por causa dos resfriados e dos vírus respiratórios
  • Na época do frio, ofereça à criança comidas mais quentinhas, bastante líquido e a deixe sempre bem agasalhada

Na época do frio, os hospitais pediátricos ficam lotados e as causas mais comum são as doenças respiratórias. Muita tosse e coriza para todo lado. E muitos desses casos são agravados por causa da asma. Também conhecida como “bronquite” ou ainda “bronquite asmática” ela provoca a inflamação crônica dos brônquios (canais que levam o ar aos pulmões) que ficam mais estreitos, prejudicando a passagem do oxigênio, o que gera a falta de ar.

-Publicidade-
O resfriado e os vírus respiratórios são fatores que podem agravar o quadro de asma nas crianças (Foto: Thinkstock)

No Brasil, a asma é a doença crônica mais comum na infância e acomete cerca de 20% das crianças. Ou seja, numa sala com dez alunos, ao menos dois serão asmáticos. Segundo a pediatra e membro da Associação Brasileira dos Asmáticos (ABRA), Zuleid Dantas Linhares Mattar, mãe de Gabriel e Danilo, a asma é uma doença inflamatória que já nasce no DNA do bebê e costuma aparecer no primeiro ano de vida.

As principais dúvidas são: como curar e se a criança poderá ter uma vida normal? A pediatra explica que essas são as perguntas mais comuns após o diagnóstico: “É importante esclarecer que a asma não tem cura e deve ser tratada por toda a vida. Mas não precisa se desesperar, com um tratamento adequado, o asmático consegue ter uma boa qualidade de vida.”, diz Dra. Zuleid.

De acordo com a ABRA, em alguns casos a asma se manifesta na infância e tendem a amenizar ou desaparecer até a adolescência. Alguns pacientes voltam a ter depois de adultos, outros não. Há possibilidade também da doença se manifestar somente depois de certa idade, o que pode determinar essas variações é a genética, associada a exposição ambiental, ou seja, dos fatores que podem desencadear a doença.

É possível ter uma vida normal?

Dra. Zuleid explica o segredo é realizar o tratamento corretamente. Dessa forma, o asmático passa de uma vida sem possibilidades para uma vida plena e pode fazer todas as atividades, sem nenhum tipo de restrição.

Atualmente, 250 crianças morrem por ano por causa da asma, no país. “Uma criança que tem asma e não faz acompanhamento pode sofrer severas consequências, como atraso no crescimento, faltas constantes a escola, dificuldade no ganho de habilidades e desenvolvimento  ou até mesmo a morte”, explica a médica.

O vilão: inverno

Importante lembrar que a crise de asma é o resultado da inflamação de uma parte da via respiratória e que em contato com outros agentes, como um simples resfriado ou uma infecção de garganta, pode agravar a situação. Por isso, atenção! Em períodos de alta circulação de vírus e muito frio os cuidados devem ser redobrados.

Então, aproveite essa estação do ano mais gelada para oferecer às crianças comidas quentinhas, bastante líquido e colocar sempre bastante agasalho. Outra dica fundamental para os asmáticos é a lavagem nasal. Dra. Zuleid reforça que essa prática pode ajudar na prevenção de infecções. “Além desses cuidados a vacinação é essencial, especialmente contra a gripe a e a covid-19. Não deixe de vacinar seus filhos”, reforça a médica.

É super importante também conhecer todos os inimigos causadores: fumaça de cigarro, pelos de animais, poeira e ácaros em cortina, tapetes, roupas, bichos de pelúcia e colchão e até mesmo a poluição ambiental. “Uma dica valiosa é observar o que costuma desencadear as crises em seu filho e busque também acompanhamento de um alergista”, aconselha Zuleid.

A maioria das doenças são relacionadas a síndromes respiratórias agudas graves
A Organização Mundial de Saúde avalia que entre 100 a 150 milhões de pessoas no mundo tem asma e este número está aumentando (Foto: Getty Images)

Confira as dicas para evitar a crise de asma nas crianças no inverno:

  • Beba bastante água: manter o organismo hidratado é fundamental;
  • Faça a​ higiene nasal ao menos duas vezes ao dia;
  • Troque a roupa de cama toda a semana;
  • Deixe o ambiente de convívio diário, principalmente o quarto, bem limpo e arejado;
  • Limpe diariamente os cômodos , com aspirador de pó (de preferência que tenha o Filtro HEPA) e pano úmido, sem produtos com cheiro forte;
  • Não use vassouras ou espanadores. Eles espalham a poeira fina;
  • Retire cortinas, tapetes, almofadas, bichos de pelúcia, livros das estantes, além de outros objetos que acumulam poeira facilmente.

Assista o primeiro episódio do POD&tudo, o podcast da Pais&Filhos, com a Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora: