Estudo aponta que teste auditivo pode ajudar no diagnóstico de autismo

A pesquisa foi feita por cientistas da Miami University e da Harvard Medical School, nos Estados Unidos. Veja os desdobramentos dessa descoberta

Resumo da Notícia

  • Estudo aponta que teste auditivo pode ajudar no diagnóstico de autismo
  • A pesquisa contribui para o diagnóstico precoce do autismo
  • Veja os desdobramentos dessa descoberta

Uma descoberta feita por pesquisadores da Miami University e da Harvard Medical School, nos Estados Unidos, pode contribuir para o diagnóstico precoce do autismo. De acordo com o estudo, publicado no periódico Autism Research no dia 2 de novembro, foi descoberto que os testes auditivos feitos em recém-nascidos são capazes de detectar indicadores do autismo.

-Publicidade-
O estudo ajuda no diagnóstico (Foto: iStock)

Como apontado pelos pesquisadores, esses testes já são mundialmente aplicados para diagnosticar perdas auditivas assim que o bebê nasce. Aqui no Brasil, ele é mais conhecido como o Teste da Orelhinha. O utilizado no estudo, chamado ABR (Auditory Brainstem Response, em português, “Resposta Auditiva do Tronco Cerebral”), avalia a capacidade do ouvido interno e do cérebro em responder ao som do ambiente.

Para fazer a descoberta, os pesquisadores pegaram bancos de dados de bebês nascidos da Flórida (EUA) com deficiência auditiva diagnosticada por meio do teste. Eles analisaram cerca de 140mil gravações auditivas dos recém-nascidos e compararam essas gravações dom dados registrados pelo Departamento de Educação da Flórida, que tem informações de crianças com deficiência no desenvolvimento.

-Publicidade-

Após a análise, eles localizaram 321 crianças que fizeram o teste quando nasceram e, mais tarde, foram diagnosticadas com autismo, mas já na idade pré-escolar. Foi aí que descobriram que os bebês que foram diagnosticados com autismo tiveram respostas cerebrais mais lentas aos sons durante os testes. Essa descoberta, como apontado pelos pesquisadores do estudo, pode indicar uma direção promissora em como os testes de audição podem ser utilizados para o diagnóstico preciso de autismo após o nascimento.

Essa descoberta também ajuda a fazer o diagnóstico precoce e, como apontado pelo autor principal do estudo e pesquisador da Harvard Medical School, Oren Miron, esse diagnóstico precoce é essencial para que as intervenções médicas tenham maior resultado no desenvolvimento infantil. Depois da descoberta, os pesquisadores pretendem adicionar novas ferramentas para que o teste seja capaz de diagnosticar, também, outras deficiências no desenvolvimento.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

-Publicidade-