Família

Mãe encontra seu propósito no empreendedorismo após ser demitida do emprego

A Papinha de Bebê atende crianças e adultos

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Jeanie Marcelle já tinha vontade de empreender, mas deu o pontapé inicial por necessidade (Foto: Arquivo Pessoal/Jeanie Marcelle)

O espírito empreendedor sempre esteve presente na vida de Jeanie Marcelle. Mas com a chegada do filho, Marcel, a vontade se tornou necessidade. Após ser demitida no retorno da licença maternidade, a paulista viu nas comidas saudáveis uma chance de investir e criar um negócio próprio. Conheça a história da Papinha de Bebê (@papinhadebb):

A minha história com o empreendedorismo vem de pequena, eu sempre acordava aos domingos para assistir Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Adora ver as histórias das empresas e sempre quis ter meu negócio!

Mas foi depois do Marcel que me vi um pouco sem saída e precisei empreenderAssim que acabou a minha licença maternidade, eu voltei a ativa e exatos dois meses depois, fui demitida em julho de 2015! 

Me lembro do dia como se fosse hoje. Era um misto de tristeza e alegria, afinal Marcel tinha só  7 meses e ficar com ele nesse momento era algo que me fazia muito feliz.

Assim seguimos. Fiquei com ele, fui levando com o meu fundo de garantia e ao mesmo tempo de olho nos sites de emprego! As ofertas na minha área, eventos, marketing, atendimento eram poucas, cheias de qualificações e requisitos e com um salário menor do que eu ganhava antes do Marcel e por menos horas trabalhadas.

A conta não fechava. Eu pensava: vou sair de manhã bem cedo e volto a noite, meu filho vai precisar ficar o dia todo na escola, o valor vai aumentar e eu vou trocar seis por meia dúzia. Cheguei a fazer algumas poucas entrevistas em que me frustrava ainda mais.

Era eu ali com mais de 40 anos e um filho pequeno, concorrendo com recém formados sem família por um salário muito baixo. Difícil fazer as pessoas entenderem que não valia a pena. Só quem vive isso sabe do que eu estou falando!

Então empreender não foi escolha, foi ou você empreende ou empreende. Como eu já tinha um canal onde falava sobre alimentação saudável e postava os pratinhos simples e coloridos que eu fazia para o Marcel, descobri ali meu amor, minha alma e meu propósito.

Levar a semente da alimentação saudável para crianças e adultos de forma simples ajudava as pessoas que estavam ali e isso aquecia meu coração. Então eu comecei a fazer as marmitas para vender sob encomenda.

Fazia para crianças, adultos, atletas de alta performance que traziam os cardápios das nutricionistas e acabei quase ficando doida. Afinal sou eu que faço, compro, cozinho e vendo. Eu tudo! Empreender é isso!

Jeanie posta a foto das marmitas na sua página no Instagram (Foto: reprodução/Instagram)

Nesse momento, eu parei e comecei a estudar mais, participar de cursos sobre empreendedorismo, empreendedorismo materno, buscar conteúdo na internet pago e gratuito, acreditem tem muita coisa boa na internet e de graça.

O projeto das marmitas ainda está ativo mas sendo reformulado para que eu possa atender de forma eficaz sem enlouquecer. Comecei a dar aulas em espaços infantis e escolas e quero dominar o mundo falando sobre isso. É incrível poder trabalhar com bebês, crianças e comida de verdade.

A vida é cheia de escolhas e é importante saber escutar o que realmente importa hoje. Amanhã não sabemos nem se estaremos vivos. É preciso pesar o custo e o benefício de tudo, financeiro e do coração!”.

Essa é uma das participantes do nosso projeto Nascer de Novo, em parceria com a Brascol, em que reunimos a história de mulheres que criaram um negócio próprio a partir da experiência com a maternidade. Vamos valorizar o empreendedorimo feminino. Se você também tem um empreendimento, conte para nós via direct do Instagram (@paisefilhosoficial) e faça parte do projeto!

Leia também:

Mãe cria loja de roupas sem gênero para bebês e o motivo faz todo o sentido

Quer ser a dona do seu próprio negócio? Conheça o projeto Nascer de Novo

Quer ter seu próprio negócio? Saiba como dar o primeiro passo e se organizar