Ter (e ser) tia é o máximo! 4 exemplos que provam o quanto é importante esse papel na vida dos filhos

Dependendo do nível de relacionamento que você construir com a criança, desde os primeiros dias de vida, vai deixar marcas importantes na educação que ela levará para sempre

Resumo da Notícia

  • A tia tem um papel muito importante no desenvolvimento dos sobrinhos
  • Separamos 4 exemplos para provar que a sua atuação na educação das crianças faz diferença
Adriana Cury com os sobrinhos Vinicius, Breno, Lucas, Camila e Nicolas (Foto: arquivo pessoal)

Após descobrir que a família vai aumentar, todos começam a se preparar para a chegada do novo membro. Os pais, avós, padrinhos já começam a imaginar qual será o nome, como será o rosto, o jeito e a vida daquele bebê. E a tia? Onde ela se encaixa nessa história?

Camila, de 26 anos, filha de Márcia e Camilo, foi a primeira sobrinha de Adriana Cury, diretora geral da Pais&Filhos. “Eu sei que quando eu nasci, minha tia foi a primeira a me pegar no colo”, conta a médica veterinária. Segundo ela, Adriana sempre esteve do seu lado apoiando as decisões que tomava na vida pessoal e profissional. “Ela é uma das pessoas mais importantes para mim, se não a mais! E eu morro de ciúmes dela”, comenta rindo.

Adriana Cury com Camila, recém-nascida, no colo (Foto: arquivo pessoal)
  • A tia é um refúgio

A criança tem que saber que pode contar com ela se precisar. E nós sabemos que existem assuntos que eles preferem conversar com outras pessoas, a tia pode desempenhar esse papel! “Essa relação deve ser construída diariamente e fortalecida. A criança precisa se sentir a vontade com a tia. Ela será um porto seguro”, diz a psicóloga Daniela.

Camila conta que Adriana acompanhou seu crescimento de perto e as duas até chegaram a morar juntas por um tempo. “Dos 13 até os 18 anos passei muito tempo na casa dela e é uma das minhas melhores lembranças. Minha tia me ensinou a ser muito companheira e nunca poupou esforços para me fazer feliz. Me apoiou na faculdade, me deu um carro e fez uma festa incrível de 15 anos para mim. Nunca me esqueço das nossas viagens para Goiás. Teve uma época que íamos para lá todo final de semana”, relembra a sobrinha.

De acordo com Camila, a tia é a base da família, é quem costuma reunir e organizar os encontros. “Muito do que fazemos, se não fosse ela, não teria tanta graça. Por isso, ela é a mais mimada por todos”, diz.

  • A tia traz diversão para a família

Tem coisa melhor do que rir muito, brincar e passear? Se você fizer isso, vai estreitar a relação com os seus sobrinhos, sem contar que as recordações da infância serão sempre boas quando a criança se lembrar da tia.

Breno, de 16 anos, concorda com a irmã, Camila sobre a tia Adriana. “Como ela é a mais nova das tias, sempre foi muito próxima e brincalhona. Sempre nos tratou como filhos”, aponta. A melhor memória que ele diz ter da tia é da infância, quando tinha cerca de 8 anos e dormia todos os finais de semana na casa dela. “Ela costumava virar a noite com a gente jogando buraco”, relembra rindo.

O sobrinho diz que Adriana sempre trabalhou bastante e foi muito bem-sucedida nos projetos de vida, mas a coisa mais importante que aprendeu com ela foi: família vem em primeiro lugar.

Adriana e Camila na festa de 25 anos da sobrinha e ao lado, Breno (Foto: arquivo pessoal)
  • A tia pode criar memórias inesquecíveis

Nicolas, de 13 anos, filho de Anderson e Simone, contou para a gente que Adriana realizou um grande sonho e essa é a melhor lembrança que ele tem. “Não lembro o ano, mas um dia ela me ajudou a entrar no estádio com os jogadores do Corinthians“, conta. De acordo com o menino, Adriana sempre ajudou a família em momentos difíceis. “Ela me faz muito feliz e sempre está comigo quando eu preciso”.

Nicolas à direita e Vinicius à esquerda (Foto: arquivo pessoal)
  • A tia também educa

“A tia pode ajudar a educar sendo uma referência boa para a criança”, exemplifica a psicóloga. As crianças são espertas e gostam de imitar tudo que os adultos fazem. A tia deve ser um exemplo, e pode sim corrigir a criança quando for necessário.

O mais novo dos sobrinhos, e irmão de Nicolas, Lucas, de 8 anos, foi o mais tímido durante a conversa, mas disse que as melhores lembranças que têm com Adriana são os aniversários comemorados juntos. “Eu nasci no dia 7 de maio e ela no dia 11 do mesmo mês, sempre fazemos a festa juntos. Meu último aniversário foi incrível, teve churrasco, bolo e Corinthians”, relembra. E ela é mais que uma referência para ele. Quando perguntamos a primeira coisa que vem à cabeça de Lucas quando pensa na tia, ele disse: “Que ela é a minha mãe”.

Lucas e Adriana na comemoração do aniversário deles (Foto: arquivo pessoal)

Vinicius, de 20 anos, irmão de Camila e Breno, disse que Adriana sempre foi uma inspiração. “Ela me incentivou muito, estou terminando o curso de Publicidade e Propaganda inspirado nela”, conta. Ele diz que gosta muito de pensar que Adriana conseguiu passar para ele a paixão que tem pelo time Corinthians. E uma coisa que ele tem certeza é que o sucesso de Adriana na Pais&Filhos tem relação direta com a dedicação que ela tem com a família.

Adriana Cury, filha de Goiânia e Maurício, completa 10 anos de Pais&Filhos nesta quarta-feira, 15 de abril. Além da Pais&Filhos, a grande paixão da vida dela é a família que, segundo os sobrinhos, vem em primeiro lugar sempre!

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!