Virginia Fonseca prova que Maria Alice é xerox dela ao compartilhar foto raríssima: veja

A Virginia Fonseca questionou os internautas se a primogênita, Maria Alice, é parecida com ela fisicamente. A influenciadora digital reforçou a dúvida com diversas imagens dos anos 2000

Resumo da Notícia

  • A Virginia Fonseca provou que a  Maria Alice é xerox dela ao compartilhar foto raríssima
  • A influenciadora digital mostrou diversas imagens dela mesma nos anos 2000
  • O registro foi feito por meio da rede social Instagram

Carinha de uma e focinho da outra, sim! A Virginia Fonseca provou por meio de uma imagem compartilhada nos stories do Instagram, que a filha mais velha, Maria Alice, é a própria ‘xerox’ dela. No registro, a influenciadora digital questiona aos internautas se a primogênita é, de fato, parecida fisicamente com ela. Em complemento, a gestante mostrou diversas imagens dos anos 2000. Reforçando que, sim, mãe e filha são bem parecidas.

-Publicidade-
Virginia Fonseca questiona aos internautas se a filha mais velha é parecida com ela
Virginia Fonseca questiona aos internautas se a filha mais velha é parecida com ela (Foto: Reprodução / Instagram)

Contração de treinamento

A influenciadora digital, Virginia Fonseca, compartilhou com os fãs e seguidores da rede social Instagram, um registro inédito acerca da gestação da filha mais nova, a Maria Flor. Na imagem publicada nos stories, durante a madrugada deste sábado, 2 de julho – a mãe de duas meninas mostrou aos internautas uma foto do momento exato que vivenciou uma contração de treinamento.

Contração de treinamento
Contração de treinamento de Virginia Fonseca (Foto: Reprodução / Instagram)

Contração de treinamento: dói, quando começa, quanto tempo dura e para que serve?

Durante a gravidez, principalmente no terceiro trimestre, é comum sentir as famosas contrações de treinamento ou contrações falsas, que são uma das maneiras de preparar o corpo para o trabalho de parto. Também conhecidas como Braxton-Hicks, as contrações podem começar um pouco mais cedo na primeira gestação.

Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto, além de saber como identificar se elas estiverem acontecendo, e no que é preciso ficar de olho, conversamos com o Dr. Igor Padovesi, obstetra e ginecologista, colunista da Pais&Filhos, pai de Beatriz e Guilherme.

Apesar do nome ainda causar ansiedade em muitas mulheres, o especialista explica que são chamadas assim porque é o mesmo que vai acontecer durante o trabalho de parto, porém com algumas diferenças.  “As contrações de treinamento acontecem quando o músculo uterino contrai de forma esporádica. Dessa maneira, as contrações do útero acabam empurrando o bebê, em seguida a cabeça dele pressiona o colo do útero, causando a dilatação e progredindo para o trabalho de parto”. Leia aqui a matéria na íntegra.