5 passos para te ajudar a engravidar em 2020

Se você tem o desejo de ter filhos neste ano, veja quais são os cuidados necessários

Resumo da Notícia

  • Antes de engravidar, é necessário se preparar física e psicologicamente
  • Os cuidados começam nos meses anteriores e permanecem durante toda a gestação
  • A qualidade de vida durante esse período impacta diretamente no desenvolvimento do bebê
  • Conversar com o seu médico é fundamental para esclarecer qualquer dúvida
Medidas simples podem facilitar a chegada do bebê (Foto: Getty Images)

Aumentar a família é o desejo de muita gente e um pedido comum na virada do ano. Se você faz parte desse grupo e sonha em ter filhos, deve saber que, antes de dar o primeiro passo, é interessante tomar alguns cuidados para garantir uma gestação mais tranquila e saudável. “Algumas precauções são essenciais para que a mulher esteja mais preparada para a gravidez, minimizando o risco de algumas potenciais complicações”, justifica Renato de Oliveira, ginecologista e infertileuta da Criogênesis. 

-Publicidade-

Os cuidados com a saúde precisam ser levados à sério, independentemente da idade e situação de vida no momento. Mas além dos exames de rotina e acompanhamento médico, é importante ir mais afundo quando há a intenção de engravidar. Iniciando antes mesmo da gestação e permanecendo durante todos os nove meses. Confira o passo a passo de acordo com o especialista:

  • Consulte o seu ginecologista: é uma ótima oportunidade para fazer aquela avaliação geral (principalmente, se o check up de rotina não está em dia), esclarecendo todas as dúvidas em relação ao tema. Converse com o médico sobre seu antecedente de doenças pessoais, além de possíveis gestações anteriores. Também vale relatar tudo o que está sentindo e as alterações que têm percebido, tanto físicas quanto psicológicas
Os cuidados durante a gravidez impactam a mãe e o bebê (Foto: Getty Images)
  • Conheça o histórico familiar de doenças: investigue se há casos na família de anemia falciforme, fibrose cística, atrasos de desenvolvimento, defeitos congênitos ou problemas de coagulação. Tendo esse cuidado prévio, é mais certo prevenir complicações durante a gravidez e após ela, para a mãe e o bebê.
  • Invista em ácido fólico: se já é uma vontade do casal engravidar, é indicada uma suplementação vitamínica de ácido fólico, no mínimo, 3 meses anteriores à gravidez. Isto pode reduzir o risco de defeitos no fechamento do tubo neural do bebê, que corresponde à coluna e à parte da cabeça. É fundamental falar com o seu médico sobre essa possibilidade antes de começar. 
  • Atualize a caderneta de vacinação: mais do que nunca é recomendado estar em dia com as vacinas contra rubéola, sarampo, coqueluche, hepatite B e tétano. “As três últimas podem ser feitas na gravidez, se necessário. A vacina contra influenza está indicada para todas as gestantes. Existem períodos certos para a vacinação, sendo necessário, portanto, seguir a orientação médica”, complementa. 
Prevenir é sempre a melhor opção (Foto: Reprodução / Getty Images)
  • Tenha hábitos saudáveis: vários estudos apontam que é mais complicado engravidar quando se está muito acima ou abaixo do peso. A prática de atividades físicas é uma aliada importante no fortalecimento da musculatura, permitindo que lide de uma forma mais adequada às alterações do corpo durante a gravidez. “Outra dica é diminuir o consumo excessivo de álcool, que pode alterar o ciclo menstrual e dificultar a ovulação, e abandonar o tabagismo”, finaliza Renato.

Leia também:

-Publicidade-

Qual a melhor hora para engravidar?

Estou grávida, e agora? Conheça os primeiros passos e exames

Veja 28 dicas de cuidados durante a gravidez

-Publicidade-