Gravidez

7 coisas que podem mudar no seu corpo depois da gravidez que ninguém te contou

As mães escreveram depoimentos sinceros que você precisa ler

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Muitas coisas podem mudar depois de uma gravidez (Foto: Getty Images)

A gente sabe que o corpo muda durante a gravidez e que cada pessoa tem um tipo de corpo, mas a revista Parents pediu para que suas leitoras falassem a real: o que mudou no seu corpo depois que o bebê nasceu? Eles separam as sete mudanças mais relatadas.

Uma mãe relatou sobra a ingenuidade de cuidar do corpo como se o bebê nunca estivesse ficado lá por nove meses. Ela conta que as ideias que tinha, eram causadas principalmente pela falta de conversa sincera sobre o que acontece com o corpo da mãe depois que o filho nasce. Então, vamos abrir esse diálogo…

01. Seu abdomen não será mais o mesmo

Pode ser que você tenha diástase, a separação dos músculos abdominais, muitas vezes resulta no aparecimento do, que é chamado de uma forma não muito legal, de “barriga de múmia” ou simplesmente flacidez. Embora alguns programas de condicionamento físico afirmem ser capazes de ajudar, muitos profissionais e até médicos afirmam que ela só pode ser corrigida por meio de cirurgia.

02. O seu cabelo também pode não ser mais o mesmo 

Você pode ter muita queda de cabelo durante a gestação, algumas vezes a queda pode ser tão forte, que os cabelos podem não crescer de novo, ou ficarem mais curtos e fracos. Uma mãe disse em seu depoimento sobre a experiência capilar dela: “Meu cabelo não tem sido o mesmo desde então. A textura e espessura estão completamente diferentes e também parece que eu comecei a ficar grisalha logo após o parto.”

03. A sua bexiga pode desenvolver uma mente própria

Muitas mães, depois da gravidez, relatam sobre o que pode ser chamada de “incontinência de estresse”. O que pode fazer com que pequenos jatos de xixi saiam quando você corre, pula, espirra ou dá risada.

Ou até mesmo você pode desenvolver uma bexiga maior, uma mãe relata que foi “da pessoa que precisa sentar no corredor” para uma pessoa que pode ficar horas segurando o xixi: “Antes da gravidez, eu tinha a menor bexiga do mundo. Eu estava constantemente correndo para fazer xixi a cada meia hora, sempre tinha que sentar no corredor do cinema, no avião e levava meus amigos e família à loucura em passeios de carro. Agora, eu posso por horas a fio! Eu não estou realmente certa porque ou como as coisas mudaram, mas notei a diferença imediatamente depois que a minha filha nasceu.”

04. Sua cicatriz de cesárea torna-se o presente eterno do bebê 

Algumas mães contam que a cicatriz acaba se tornando um distintivo eterno de honra. Outras falam que a cicatriz quase não é perceptível, diferente de uma mãe que desabafou: “Eu notei, com algum alarme no início, que ela permaneceu vermelha ou roxa por dois anos inteiros após o nascimento dos meus gêmeos. E às vezes sinto dores fantasmas raras ou coceiras na região”

Depois desse depoimento, as mães começaram a ser sinceras: “Meu filho mais novo tem 9 anos em dezembro e minha cicatriz ainda dói às vezes. Como assim!?”; “Dois anos depois e a minha cicatriz da cesariana ainda faz com que seja desconfortável usar muitas calças.” e “Meu filho mais novo tem 12 anos e eu ainda sinto coceiras!”

05. As tatuagens e piercings podem se deteriorar  

Principalmente aqueles que estão na região do abdomen inferior. O piercing no umbigo pode ficar caído e não voltar mais ao lugar, ele pode se misturar com uma marca de diástase ou com a cicatriz de uma cesárea. A tinta ou a textura da tatuagem também podem não ser mais as mesmas.

Uma mãe foi super sincera ou brincar com a situação: “Aquela tatuagem que você tem logo acima da linha do seu biquíni? Ela nunca mais será a mesma. Meu trevo de quatro folhas não é mais tão sortudo quanto costumava ser. E qualquer creme que diga que pode prevenir cicatrizes e estrias está mentindo.”

06. Você pode se tornar um “Pé Grande”

Mais de uma mãe escreveu que os pés cresceram durante a gravidez, permaneceu naquele tamanho novo e maior, e resultou na necessidade de se livrar de todos os sapatos de antes da gravidez. Mas calma, algumas mães relatam apenas alguns inchaços, que podem voltar a normal com o tempo.

07.  Seus períodos podem mudar

Pode ser que até a mãe mais regulada, com o conhecimento mais completo sobre seus ciclos, precise se conhecer novamente e repensar os períodos depois que o bebê nasceu. O volume do fluxo também pode ser alterado, há algumas mães que relatam: “Eu gostaria que alguém tivesse me avisado sobre o quão ruim seus períodos são quando você teve filhos.” Ou: “É como o filme “O Iluminado” por aqui, e graças a dois partos naturais, os tampões não são tão eficazes em estancar o fluxo.”

Leia Também: 

Luiza Possi fala sobre mudanças do corpo na gravidez: “Levei a sério essa coisa de comer por dois”

10 dicas que vão te ajudar a cuidar da pele do corpo todo na gravidez

Existem diferenças na gravidez de menino e de menina