Gravidez

Espinafre pode ser um grande aliado durante a gravidez

Você sabia?

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Sim, espinafre! O prato preferido do personagem Popeye e famoso por ser excelente fonte de vitaminas e minerais, esse alimento tem pequeno valor calórico e sabor inconfundível. Dá uma olhada nas qualidades:

É versátil 

Seja cru, refogado ou cozido, sempre tem uma maneira de consumir o espinafre! A dica é não deixar a folha cozinhar
por muito tempo para não perder seus nutrientes. Ao prepará-lo, sempre coloque uma quantidade maior do que pretende, já que as folhas murcham e soltam água. Cozido, combina bem com ovos e massas. Refogado, acrescente alho, cebola, azeite, sal e pimenta. Para consumi-lo cru, opte pelo suco, salada ou sanduíches – mas com moderação, já que o ácido oxálico pode interferir na absorção de outros nutrientes.

Faz bem para a saúde

Além de ser uma ótima fonte de vitaminas e minerais, o espinafre é caracterizado por ter pequeno valor calórico e alta concentração nutricional, o que o torna ideal para prevenção de obesidade e doenças crônicas, como, por exemplo, o diabetes e doenças do coração. A grande presença de antioxidantes faz com que o alimento também ajude na “faxina” do organismo.

Bom para a gestante

Durante a gravidez, o corpo da mulher demanda maior quantidade de nutrientes por conta da formação do feto e, por isso, o espinafre pode ser um grande aliado. Como sua folha é rica em ferro de origem não vegetal, seu consumo
ajuda a manter os níveis adequados do nutriente.

Bebê também pode?

O alimento pode ser consumido a partir da introdução alimentar, geralmente aos seis meses, sendo incluído nas papinhas salgadas. Prefira a folha cozida, já que é mais fácil de ser digerido, principalmente pensando no caso dos bebês. A dica para o momento de preparar a papinha é cozinhar todos os outros ingredientes até que estejam macios e quase sem água. Depois, coloque o espinafre picado em corte fino. Quando estiver cozido e pronto, acrescente o azeite. Amasse tudo com o garfo e não tenha medo de oferecer à criança; o sabor amargo faz parte!

Como escolher?

Na hora de comprar, prefira folhas firmes, inteiras e sem machucados. Preste atenção na coloração dos talos também, evitando os tons amarelados e com pontos pretos. Quanto mais verde-escuro, maior a concentração de nutrientes.

Informações nutricionais

Em 100 gramas cru

Calorias: 16 Kcal
Cálcio: 98 mg
Proteínas: 2 g
Fósforo: 25 mg
Potássio: 336 mg

Leia também:

Nutrição: sabia que a mandioca é livre de glúten?

Nutrição adequada nos primeiros 1000 dias do bebê é fundamental

Nutrição: Chocolate

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não