Mãe descobre tumor no cérebro durante a gravidez e desabafa: “Aquilo poderia explodir e matar nós dois”

Shannon Caps começou a ter dores de cabeça muito fortes e o diagnóstico a deixou aterrorizada

Shannon Caps passou por uma situação muito difícil (Foto: Reprodução / The Sun / Caters New Agency)

Shannon Caps estava grávida de 5 meses quando começou a ter dores de cabeça muito fortes, que causavam até vômito. No primeiro diagnóstico, os médicos disseram que eram coisas causadas pelos hormônios da gravidez. Porém, no 7º mês da gestação, Shannon foi encaminhada para uma ressonância magnética.

-Publicidade-

Os resultados do exame disseram que ela tinha uma massa de 5 centímetros crescendo em seu cérebro, o que poderia ter causado graves consequências quando ela estivesse em trabalho de parto. Os médicos realizaram uma cesárea de emergência uma semana depois do diagnóstico e Shannon deu à luz seu primeiro filho, Edison, com 34 semanas.

Em entrevista à Fabulous Digital, Shannon disse: “Os médicos disseram que eu tinha essa massa desde criança e os hormônios da gravidez ajudaram ele a crescer mais rápido. É um milagre que eu tenha sido diagnosticada com 7 meses de gestação, os médicos me disseram que, se eu entrasse em trabalho de parto, aquilo poderia explodir e matar eu e meu bebê”, diz. Shannon também conta que os médicos acharam que, quando ela entrasse em trabalho de parto, o tumor poderia ter causado sua morte.

-Publicidade-
“Fiquei aterrorizada, mas minha prioridade principal era garantir que meu filho nascesse em segurança” (Foto: Reprodução / The Sun / Caters New Agency)

“Fiquei aterrorizada, mas minha prioridade principal era garantir que meu filho nascesse em segurança”, relembra. “Se você tem dores de cabeça muito fortes, faça exames adicionais, principalmente se você estiver grávida. As coisas poderiam ter sido muito diferentes para mim se eu não tivesse feito outros exames”.

Quando Edison tinha apenas 5 dias de vida, Shannon passou por uma cirurgia para remover o tumor. Após 8 horas de cirurgia, os médicos descobriram que o tumor não era maligno. Depois disso, ela precisou passar por mais três cirurgias porque seu cérebro acumulou líquido. “Tudo o que eu queria era passar um tempo em casa com meu filho, mas fiquei 6 semanas no hospital”, conta Shannon.

Após algumas semanas, ela foi liberada do hospital e pode ficar com o filho. Atualmente, o bebê Edison está com 3 anos de idade e a família está mais feliz do que nunca. “Felizmente as cirurgias foram um sucesso. Estou compartilhando minha história para dar esperança para as outras pessoas e mostrar que você pode superar isso”, finaliza Shannon.

Shannon e o filho Edison (Foto: Reprodução / The Sun / Caters New Agency)

Leia também:

Mãe descobre câncer durante a gravidez e toma decisão difícil: “Tive que pensar nos meus filhos”

Menina comemora cura do câncer com foto de antes e depois da doença

Mãe raspa os cabelos para apoiar filha durante tratamento contra o câncer e história da menina vira livro infantil

-Publicidade-