Grávida perde a filha 30 minutos depois do chá de bebê e ainda não sabe sobre a morte

Ela estava com 36 semanas de gestação

Ela ainda não sabe sobre a morte da filha (Foto: reprodução / Facebook)

Mashayla Harper, uma professora de 24 anos, passou por um dos momentos mais tristes que uma mãe pode ter depois de fazer um chá de bebê. A mulher, que estava na 36ª semana de gestação, precisou ser levada às pressas para o hospital depois de sofrer um acidente.

-Publicidade-

Trinta minutos depois da comemoração, que aconteceu em Jones, no Mississippi, Maurice Pruitt, pai de Mashayla, contou que recebeu um telefone desesperado da esposa. A mulher, que estava dirigindo à sete carros atrás da filha, disse que achou estranho quando o tráfego parou de repente.

Ao perguntar para outro motorista, Chandra Harper descobriu que uma mulher grávida havia acabado de sofrer um acidente de carro. Instantaneamente, ela ligou as coisas e associou que teria sido a filha. O homem que bateu no veículo de Mashayla fugiu na quarta-feira, 1 de janeiro, mas foi preso no sábado, dia 7.

-Publicidade-
Mashayla estava na 36ª semana de gestação (Foto: reprodução / CNN)

Em entrevista à CNN, o Maurice contou que Mashayla sofreu um trauma grave com lesões abdominais, nos joelhos e pernas. Ele disse ainda que os médicos acham que ela não irá sobreviver às cirurgias e que foi reanimada uma vez. Ele descreveu que a filha é uma “mulher forte”.

Depois de passar por uma cirurgia no sábado a noite, ela foi colocada em um suporte vital e retirada na segunda-feira, 6 de janeiro, à tarde. O pai dela contou que por enquanto ela está dormindo, mas pergunta várias vezes sobre como está o bebê. Chandra ainda não sabe como contar à filha sobre a perda da criança, pois não quer que a pressão arterial aumente.

Leia também:

Mãe sofre acidente de carro e da um aviso para outros pais

Mãe vivencia acidente da filha e faz um alerta para outros pais sobre acidentes domésticos

Bebê é arremessado para fora de carro em movimento após acidente e sobrevive: “Foi um milagre”

-Publicidade-