Criança

Academia do Oscar divulga nota após polêmica de filme sobre assassinato de menino de 2 anos

A mãe fez uma petição online que teve mais de 100 mil assinaturas

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

A mãe fez uma petição para que o filme fosse retirado das indicações (Foto: Reprodução)

Na terça-feira (22), Denise Fergus, mãe de James Bulger, postou em seu Twitter uma carta aberta demonstrando sua indignação à indicação do curta-metragem irlandês “Detainment” ao Oscar 2019.

Produzido por Vincent Lambe e Darren Mahon, o curta é baseado no caso real da morte de James, ocorrida em 1993. O menino, que na época tinha apenas 2 anos, foi sequestrado, torturado e morto por duas crianças de 10 anos. O curta é focado nos dois jovens e em seus depoimentos para a polícia.

Em sua carta, Denise disse se sentir enojada e triste com a indicação: “Uma coisa é fazer um filme desses sem entrar em contato ou pedir permissão da família. Outra é ter uma criança recriando as horas finais da vida de James antes dele ser brutalmente assassinado e fazer eu e a minha família revivermos tudo isso!”, ela escreveu.

A Academia de Artes e Ciências de Hollywood, responsável pelo Oscar, respondeu à carta da mãe, informando que não tomará partidos na indicação do curta.

A Academia responsável pelo Oscar divulgou uma nota pedindo desculpas à mãe de James (Foto: Reprodução)

“A Academia oferece suas mais profundas condolências à Sra. Fergus e à família dela. Seguindo os princípios fundamentais e tradicionais que mantêm a integridade da premiação, a Academia não influencia de maneira alguma o processo de votação”, disse a nota divulgada pela EW.

A nota ainda dizia que o curta foi escolhido por membros da Academia e que, quando eles fazem suas escolhas, cada um usa o próprio julgamento em relação à criatividade do filme. A instituição disse que, embora isso não alivie a dor da família, eles queriam deixar claro o papel neutro da Academia no processo de votação.

Denise lançou uma petição online para tirar o filme da categoria, mas não obteve sucesso. A petição foi assinada por 100 mil pessoas, porém o filme continua nas indicações. “A petição foi ignorada, assim como os meus sentimentos, pela Academia”, ela disse.

Ela agradeceu ao apoio de todos e disse que torce para que o curta não ganhe o Oscar. Denise continua pressionando a justiça por sentenças mais longas para os assassinos do filho, sentenciados à oito anos, de acordo com a BBC News.

O produtor Vincent Lambe disse que não esperava que a família ficasse confortável com um filme que humaniza os dois meninos: “Eu espero que eles entendam a razão pela qual o curta foi feito, e certamente não era para trazer mais luto para eles”, afirmou.

Leia também:

Mãe decide continuar com a gravidez após descobrir doença grave e o motivo vai te emocionar

Mãe solteira precisou contar ao filho que não tem muito tempo de vida

Mãe é proibida de amamentar na creche das filhas e desabafo viraliza na internet