Família

Conheça a história do homem gay que adotou menina com Síndrome de Down rejeitada mais de 20 vezes

Luca sempre trabalhou com crianças com essa condição!

Rhaisa Trombini

Rhaisa Trombini ,Edileyne e Geraldo

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Luca e Alba estão se dando muito bem (Foto: Reprodução/ Facebook)

Luca Trapanese tem 41 anos, é italiano, gay e sempre sonhou em ter um filho portador de necessidades especiais. Desde os 14 anos, ele faz trabalhos sociais em casas ajudando a cuidar de crianças com doenças graves ou portadoras de Síndrome de Down.

Há apenas um mês, ele conseguiu realizar seu sonho e, com certeza, o de Alba, uma menina de 1 ano que tem Síndrome de Down e foi abandonada no hospital com apenas um mês. Nesse pouco tempo, ela passou por mais de 20 família que devolveram a menina logo em seguida.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Alba finalmente tem uma família (Foto: Reprodução/ Facebook)

O encontro dos dois foi amor à primeira vista. Segundo o site Razões para Acreditar, Luca disse que “uma criança portadora de deficiência não é uma oportunidade da série B, mas uma escolha consciente em relação à minha vocação e minhas habilidades.”

A notícia da adoção correu o mundo! Luca disse ao GNews que seu perfil do Facebook atingiu mais de 12.000 pessoas. Ele chega a receber mais de 500 mensagens por dia e ficou chocado com a reação das pessoas. “Mas isso nos faz refletir sobre o desejo de mudança por parte de muitos e muitos.”

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Os dois são só amor (Foto: Reprodução/ Facebook)

Para cuidar da Alba, ele recebe a ajuda de Luísa, uma ama, da mãe e de uma amiga que também tem um filho deficiente. Além de contar sua história nos programas de TV europeus, Luca escreveu o livro “NATA PER TE”  – “Nascido Para TI”, em tradução livre, falando da paternidade solo e a escolha por uma filha deficiente.

Leia também:

Depois de ser rejeitada por três famílias, criança é adotada por casal gay

Amor sem preconceito: casal gay compartilha emocionante história de adoção

Representatividade na área! Cartoon Network é o primeiro canal infantil a exibir um casamento gay