Criança

Criança autista de 5 anos é acusado de abuso sexual após abraçar colega de classe

O comunicado da escola ficará registrado no currículo escolar do menino

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

(Foto: Reprodução/ABC News)

Nathan tem apenas 5 anos e foi diagnosticado com autismo. Apesar de ter uma percepção do mundo diferente, ele não deixa que a condição o impossibilite de viver as mesmas experiências que outras crianças viveriam. Mas, recentemente, a escola que ele frequenta no estado do Tenessee, nos Estados Unidos, enviou uma reclamação formal à família, afirmado que o menino teria abusado outros alunos.

Segundo a escolha, o comunicado ficará registrado permanentemente no currículo escolar do menino. Além disso, a professora de Nathan aconselhou a mãe a conversar com Nathan sobre limites, além de afirmar que ele teria grandes chances de ser um abusador. Mas o que uma criança de 5 anos poderia ter feito? Bom, ele simplesmente abraço um colega e beijou a bochecha de outro.

“Primeiro de tudo, eu não entendi. Ele é uma criança. E se você não entendesse como o autismo funciona poderia achar que ele está agindo assim de propósito, mas não é o caso”, contou a mãe ao programa americano Summery. Segundo o programa, o garoto foi transferido para uma turma diferente, onde receberá atendimento com um profissional especializado.

Debi Amick, avô de Nathan publicou no facebook a sua opinião sobre o ocorrido. “Essa criança é autista. Ela compreende tudo e age de maneira diferente em comparação a outras crianças de cinco anos. Onde posso buscar ajuda quando a escola nem mesmo ouve o médico da criança, que esclarece as dificuldades dele de absorver muitas coisas que parecem simples, como limites?”

Fique por dentro das novidades no canal Pais&Filhos:

Leia também:

Autismo: o que é, diagnóstico, sintomas e tratamento 

Criança autista escreve poema sobre como é conviver com o autismo 

Mãe deixa filho autista viajar sozinho e atitude de passageiro surpreende