Covid-19 na gestação: Júlia Pereira dá dicas para outras mães após ter descoberto a doença grávida

Em entrevista exclusiva, a modelo contou como foi se infectar quando estava grávida de 5 semanas e de que forma recebeu a notícia

Resumo da Notícia

  • Júlia Pereira conta como foi pegar coronavírus durante a gestação
  • A modelo estava com 5 semanas quando foi infectada
  • Ela só descobriu a doença, no entanto, tempos depois, por insistência do médico
  • A famosa dá dicas para outras mães
Júlia Pereira fala sobre coronavírus durante gestação (Foto: Arquivo pessoal)

Muitas pessoas se infectam com o coronavírus e não ficam sabendo, por serem assintomáticas ou por simplesmente confundirem os sintomas com outras condições. Foi o que aconteceu com a modelo Júlia Pereira. Grávida de 5 semanas, a famosa pegou a doença, mas só descobriu que havia sido infectada tempos depois. Em entrevista exclusiva à Pais&Filhos, a modelo contou como foi receber a notícia e os detalhes da infecção durante os estágios iniciais da gravidez.

-Publicidade-

“Eu estava bem no início. Foi logo após o Carnaval, tinha acabado de descobrir que estava grávida. Os sintomas que tive pareciam ser da gravidez, então nem me passou pela cabeça que eu poderia estar infectada.  Também tive uma crise de rinite alérgica e achei que isso tivesse causado minha perda de olfato e paladar. Naquele período ainda nem se falava que isso poderia ser sintomas do Covid-19.”, começa contando.

A descoberta da doença não foi simples nem rápida, muito pelo contrário. A pedido do médico, a modelo fez dois exames para o coronavírus, ambos deram negativos. “Mesmo assim meu médico insistia que eu poderia ter me infectado e possivelmente agora já estaria imune. Foi aí que resolvi fazer um terceiro exame de sorologia, dessa vez no Einstein. Aí veio o resultado de IGM negativo ,ou seja , não estava mais infectada, e IGG positivo, que comprovava que criei anticorpos contra o vírus”.

-Publicidade-

Apesar de não saber que estava infectada, Júlia se manteve em quarentena. “Por coincidência naquela semana meu marido estava em viagem internacional então fiquei sozinha em casa até mesmo quando ele voltou, por medo de ter se infectado fora do Brasil e poder passar para mim, gestante. Mal sabíamos que eu já estava contaminada”, revela.

Por um lado, saber que havia sido infectada apenas depois de já estar curada fez bem para a saúde emocional de Júlia. “Como descobri que fui infectada somente após estar curada e ter feito exames para saber que minha neném estava saudável, eu fiquei tranquila e de certa forma aliviada por ter criado anticorpos“.

A modelo ressalta a importância de todos, principalmente as gestantes, se cuidarem nesse período, sempre se preocupando com a higienização dos ambientes, lavando as mãos e evitando ao máximo sair de casa. Ela também pede para que, caso for infectada, tentar ao máximo manter a calma. “Se forem infectadas não entrem em pânico. Se isolem e entrem em contato com o médico. Tenham fé que tudo vai dar certo e vão se curar e ainda criar imunidade contra o vírus”.

Depois do temporal, hoje Júlia se mantém em isolamento ao lado da família. “A família é meu porto seguro, meu amor maior. Tenho gratidão imensa pela família que tenho, pelos valores e amor que me passaram em minha criação e agora por estar gerando uma vida. Crescer a família é uma forma de multiplicar o amor e as alegrias. Estou muito feliz e não vejo a hora de ter a Suzanne entre nós.”, finaliza.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-