Bebês

Mulher descobre que está grávida e, dez dias depois, engravida novamente

Esse raro fenômeno se chama superfetação

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Reprodução/Today Tonight)

(Foto: Reprodução/Today Tonight)

Se você acha que é seguro fazer sexo desprotegido quando está grávida porque nada pode acontecer, vá com calma. Trouxemos uma história que vai fazer com que você pense duas vezes. Olha só:

Depois de lutar para engravidar devido a um diagnóstico de síndrome do ovário policístico, que a impedia de ovular, a australiana Kate Hill passou por tratamento hormonal para aumentar suas chances. Felizmente, ela foi abençoada com uma gravidez quase que milagrosa. Mas então, dez dias depois, ela descobriu que estava grávida de novo!

Acontece que a maioria das mulheres não ovula quando está grávida, mas esse não foi o caso da Kate. Ela ovulou. O nome dado a essa condição é superfetação, um fenômeno extremamente raro. Na verdade é tão incomum que o médico de Kate teve que pesquisar no Google! Eles descobriram que apenas dez casos foram registrados em todo o mundo. Demais, né?

“Na verdade, não percebemos o quanto isso foi especial até que eles nasceram”, Kate disse em entrevista ao Today Tonight. Embora os bebês tivessem 10 dias de diferença, as meninas, Charlotte e Olivia, nasceram gêmeas não-idênticas, mas juntas em dezembro do ano passado, 2017, ambas bem e saudáveis.

Leia também:

Sexo na gravidez: 4 motivos para você não deixar de fazer

Vídeo com novo jeito de revelar o sexo do bebê faz sucesso no Facebook

Vídeo: mãe descobre o sexo do bebê pela voz de seu falecido pai