Por que as unhas enfraquecem durante a gravidez? 

O tamanho da barriga não é a única coisa que muda no corpo da mulher no período de gestação, as unhas podem ficar mais fracas. Saiba por que isso acontece e veja dicas de como fortalecê-las

Resumo da Notícia

  • No período de gestação as unhas podem ficar sem brilho, moles e frágeis, lascando facilmente
  • Relaxa! o enfraquecimento das unhas nesse período é normal
  • Alimentação e novos hábitos podem ajudar a fortalecer a unha e evitar a queda

Durante a gravidez, o aumento da barriga não é a única coisa que muda no corpo da mulher, várias partes dele vão sofrer alterações, inclusive as unhas. Se você está no período de gestação, deve ter percebido um enfraquecimento das unhas. Em geral, elas ficam sem brilho, moles e frágeis, lascando facilmente. Mas relaxa! Isso é normal é normal de acontecer durante a gravidez. A dica é mantê-las sempre curtinhas, limpas e hidratadas.

-Publicidade-
Durante a gestação as unhas da mulher enfraquecem e lascam facilmente
Durante a gestação, as unhas da mulher enfraquecem e lascam facilmente (Foto: Reprodução)

Por que as unhas enfraquecem?

A mudança na espessura das unhas pode acontecer durante toda a gestação ou apenas nos 3 primeiros meses. De acordo com Cíntia Guedes, dermatologista e mãe de Helena, as unhas da mulher enfraquecem na gravidez por uma questão hormonal. “Durante a gestação ocorre um aumento na função da tireoide, que imita o hipertireoidismo. Por isso, podem ocorrer descamação, fragilidade, quebra e aparecimento de estrias nas unhas”.

Além disso, a dermatologista fala de outro fator que pode contribuir para o enfraquecimento nesse período: “Os hormônios adrenais também aumentam, causando inchaço das mãos e pés e diminuição do fluxo sanguíneo nesses locais. Por isso, as unhas ficam mais frágeis”.

A tendência é que as unhas voltem a crescem a partir do nascimento do bebê. Elas podem voltar ao normal espontaneamente até 6 meses após o parto.

Como evitar o enfraquecimento das unhas?

“Uma alimentação saudável é essencial durante a gestação, a fim de fornecer nutrientes adequados para a gestante”, diz Cíntia. Para que as unhas fiquem fortes e saudáveis nesse período, a alimentação da grávida deve ser rica em biotina. “O consumo de alimentos ricos de biotina como soja, queijo, banana, ovos e cogumelos por exemplo, ajuda a fortalecer as unhas”.

a alimentação da grávida deve ser rica em biotina para prevenir o enfraquecimento das unhas
A alimentação da grávida deve ser rica em biotina para prevenir o enfraquecimento das unhas (Foto: Getty Images)

Se mesmo com a nutrição adequada as unhas ainda estiverem muito frágeis, a especialista aconselha a suplementação da biotina durante 2 a 4 meses. Mas é claro que cada caso é diferente, então procure o seu médico antes de iniciar a suplementação.

Além da alimentação, alguns novos hábitos também devem ser tomados e podem fazer toda a diferença! “A gestante deve ter alguns cuidados com as unhas, como usar luvas quando em contato com água, não retirar as cutículas, usar hidratantes a base de óleos essenciais e esmaltes enriquecidos em vitamina E”, afirma a dermatologista.

Gravidas podem usar esmalte e acetona nas unhas?

Pode, sim, usar esmalte e removedor durante a gravidez, sem que isso faça mal à saúde da mãe ou do bebê! “São vários os ingredientes contidos nos esmaltes e removedores de esmaltes. Diversos estudos realizados em ratas grávidas consideraram seu uso seguro. Embora não existam estudos em humanos, estes ingredientes podem ser usados durante a gestação com segurança”, explica Cíntia.

Mulheres podem usar esmaltes ricos em vitamina E na gravidez
Mulheres podem usar esmaltes ricos em vitamina E na gravidez (Foto: Getty Images)

O ideal é que a mulher opte por esmaltes específicos e enriquecidos em vitamina E, pois a pele da grávida tende a ficar mais sensível durante esse período. “Alguns esmaltes possuem ftalatos em sua composição e estes podem causar alterações no desenvolvimento do feto, devendo ser evitados”. Sobre as unhas postiças, a dermatologista fez um alerta: “As unhas artificiais geralmente contém etil metacrilato que podem causar alterações fetais, além de dermatites de contato, devendo ser evitadas durante a gestação”.

Não tem problema nenhum mulheres gestantes manterem sua rotina de ir a manicure! Caso vá, é fundamental ter atenção aos objetos da manicure, pois eles devem ser descartáveis para que a gestante e seu bebê não contraiam doenças. Se preferir, leve os próprios objetos como lixa e palitos, para garantir a saúde e segurança sua e do seu filho.