Pais

Mãe na liderança: mais do que um status, um perfil de vida

Ser líder exige algumas características e metas

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

É importante definir quem é você e o que você deseja (Foto: Getty Images)

Liderança vai muito além de um cargo. É um perfil. Alguém capaz de inspirar e motivar outras pessoas; ter iniciativa, responsabilidade, garra e dinamismo; que busca se reinventar e expandir o potencial diariamente. 

Há várias formas de liderar e é importante entender como um hábito e não um status. Para que você exerça essa função da maneira mais efetiva e eficiente possível, é preciso entender os objetivos

“Comece liderando a sua vida, sabendo definir as suas escolhas. Busque pessoas que te inspirem. Ouça e defina os seus caminhos”, sugere Regina Arns, uma das fundadoras do Espaço Mulheres Executivas, mãe da Fernanda e da Andressa, avó do Theo e do Arthur.

Nesse sentido, é importante entender quem é você e o que você deseja atingir. Essas respostas têm muita chance de serem alteradas com a maternidade, então não hesite em refazer a pergunta e ir adaptando ao seu estilo

Segundo a especialista, todos os hábitos da família mudam com a chegada de uma criança e é importante sempre ir atrás da felicidade. Regina enfatiza: “Toda mulher pode e deve exercer todas as suas funções”, sejam elas quais forem.  

No ambiente de trabalho, os números mostram que é mais difícil para elas alcançarem posições de liderança. Mesmo com a quantidade de funcionárias tendo aumentado em relação aos homens, as oportunidades de crescimento são diferentes

Nesse contexto, empreender é uma oportunidade de negócio. “As pesquisas são claras. Aquelas empresas que têm mais mulheres na liderança tem resultados financeiros muito mais significativos”, comenta. 

Ser dona de um negócio é uma possibilidade também para as mães, que se deparam com um mercado ainda mais desigual. Não é uma saída fácil. Renata lembra dos desafios e investimento necessário para ter o retorno previsto, assim como a possibilidade de ter um horário mais flexível. 

Pensando nessa demanda, existe o Antes de Mim, um brechó online pensado para você, que tem muitas roupas do filho acumulando no armário e quer encontrar uma forma de desapegar e ainda fazer um bom negócio. 

No site, você pode criar uma loja e vender as peças que já tem em casa. É uma alternativa de trabalho além de uma oportunidade para incentivar o hábitos sustentáveis e a reciclagem. 

Acima de tudo, o espaço dá uma chance de conciliar carreira e maternidade sem precisar sair de casa. “O importante é fazer algo que atenda suas expectativas e decisões, quer sejam pessoais, profissionais ou financeiras”, finaliza. 

Leia também:

Desapego vira fonte de renda extra da família: “Nos sentimos vivos quando fazemos algo assim”

Mãe cria loja online para vender roupas do filho

Estilo e conforto: 12 acessórios para compor o figurino do seu filho