Bebês

Mãe fala pela primeira vez após foto impressionante da filha nascendo viralizar

Thaiany contou que quase perdeu a filha por causa de problemas de saúde

Cinthia Jardim

Cinthia Jardim ,filha de Luzinete e Marco

Ana Clara, Thayane, Sofia e Paulo (Foto: reprodução / Facebook)

No sábado, 26 de outubro, a imagem de Letícia chegando ao mundo segurando o dedo da obstetra deu o que falar. A menina é a terceira filha de Thaiany Silva, de 30 anos, que passou por uma gestação muito difícil. Ela também é mãe de Ana Clara, de 6 anos, e de Sofia, de 1 ano e 10 meses.

No final do ano passado, ela reatou o relacionamento com o ex-marido e se mudou de São Paulo para Campo Grande, no Mato Grosso. O casal começou a morar junto em janeiro desse ano e em fevereiro, Thaiany descobriu que estava grávida após uma suspeita de dengue e zika. “Foi um susto, porque eu tomava injeção e também não tinha pretensão de engravidar. Como eu estava tomando antidepressivos, eles cortaram o efeito da injeção”.

Thaiany quase perdeu a filha durante a gestação (Foto: arquivo pessoal)

“Foi uma gestação muito difícil e eu tive uma série de problemas no início. Quando eu estava com seis meses, comecei a ter muita cólica renal e fui até a Santa Casa, o mesmo local onde tive a Letícia. Passando por exames, descobri que tinha um cálculo renal maior do que o meu canal urinário e o meu rim estava entupido. Fiquei internada e tomava antibióticos, mas por fim, passei por uma cirurgia e fiquei a base de morfina por causa da dor”, contou.

Thaiany, durante a cirurgia, corria o risco de perder a filha: “Depois da operação eu tive que usar um cateter por 30 dias, para poder drenar o rim e tirar os cálculos. Tive que tomar alguns remédios no final da gestação para dor, mas no fim tive essa surpresa, da Letícia nascendo e dizendo ‘eu venci’. Foi uma grande vitória”.

Letícia nasceu saudável (Foto: arquivo pessoal)

A mãe de Thaiany viajou do Rio de Janeiro para o Mato Grosso, para estar junto da filha em um momento tão especial. “Ela sempre esteve do meu lado durante os partos e ficou posicionada ao lado dos médicos pronta para tirar a primeira foto. Um dos obstetras, o Dr. Leonildo disse que a Letícia estava dando ‘boa tarde’. Logo a Dra Rainna contou que ela estava segurando o dedo dela e foi assim que aquele momento lindo foi registrado”.

Sobre a repercussão, ela contou que não esperava e está muito orgulhosa da filha: “Ela levantou a mãozinha de vitória! Ela venceu comigo todas as lutas que enfrentei na gestação. Tenho o sentimento de ‘missão cumprida’, porque muitas vezes achei que iria perder a minha filha“, concluiu.

Entenda a história

Letícia nasceu de uma cesárea (Foto: reprodução / G1)

Letícia veio ao mundo no sábado, 26 de outubro, e já chegou repercutindo na internet. Durante a cesárea, a equipe médica havia acabado de fazer o corte e a menina, colocou a mão para fora e segurou o dedo de um dos profissionais que estavam ali.

Em entrevista ao G1, a avó da menina, Ana Maria da Silva Rego, de 62 anos, viajou do Rio de Janeiro para Campo Grande para acompanhar o parto de Letícia. Ela contou que jamais imaginou fazer um registro tão diferente e encantador: “Eu cheguei aqui na primeira semana do mês e o parto foi no sábado (26). Ainda estou encantada com ela, com as fotos e com todo esse momento de amor. É a terceira neta que ela me dá, só de falar desse momento eu já fico toda arrepiada. Ainda continuo emocionada, foi um momento raro e a presença de Deus ali era algo muito forte. E a situação de uma mulher gerar uma criança, que é a minha neta e a ela segurar o dedo da médica, isso foi formidável, fabuloso”.

Ela agarrou o dedo de uma obstetra (Foto: reprodução / G1)

Os médicos também ficaram surpresos com o momento: “Eu estava com o celular ali, acompanhando e pronta para tirar fotos. E, quando aquilo aconteceu, a médica ficou maravilhada e ela mesmo pediu para tirar uma foto, inclusive está com ela. No outro dia, a minha filha fez aniversário, então foi um presente inesquecível. Tenho outras duas netas e foi sempre eu quem as recebi, então me considero muito abençoada por Deus”.

O pai de Letícia, Paulo Martins, de 29 anos, motorista de aplicativo, contou ao site que saiu para trabalhar e deixou a esposa e a filha no hospital: “Nós chegamos entre 6 e 7 da manhã e, como só pode subir uma pessoa no hospital, eu fiquei aguardando a internação para poder deixar as malas com elas e poder ir trabalhar. Umas dez da manhã deu a certeza e eu fui trabalhar, encerrando por volta das 13 horas. Desde então, estou aqui e só saí um momento para deixar minha sogra em casa”.

Leia também:

Fotográfa brasileira que registrou bebê segurando o dedo da obstetra ganha prêmio internacional

Bebê segura o dedo da obstetra antes de nascer e foto impressiona

Mulher de 67 anos dá à luz menina por parto cesárea na Índia