Criança

Mais de 30 mães fazem protesto a favor de professora acusada de negligência: “Foi um caso isolado”

Elas não conseguem acreditar que ela seria capaz disso

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

O menino chegou em casa assim (Foto: Reprodução/G1)

Mais de 30 mães se reuniram na porta de uma creche para defender uma professora que está sendo acusada de maus-tratos contra um aluno. A mãe deste aluno fez uma denúncia depois que o filho chegou em casa com o corpo cheio de mordidas.

Segundo o G1, as mulheres que estavam protestando disseram que o caso denunciado foi um acontecimento isolado. O caso aconteceu ma Creche União Paupina, no Bairro Paupina, Ceará, no dia 29 de maio. A criança de dois anos chegou em casa com mais de 10 marcas de mordidas.

A mãe dele o levou para um exame de corpo de delito e registrou o caso em uma delegacia. Ela quer que a escola e as professoras respondam por negligência. A mulher contou ao G1 que não acredita que os machucados dos filhos tenham sido feitos por outra criança.

Outras mães possuem uma ideia diferente, elas não acham que as professoras poderiam fazer algo contra os alunos. “Nos confiamos no trabalho das professoras, das pessoas que cuidam das crianças, é um trabalho sério, em vista o carinho que elas tratam nossas crianças” contou Lídia Sousa.

Elas até admitem que a professora possa ter se descuidado por algum momento e foi quando um outro aluno pode ter feito isso, mas acham injusto que ela seja processada por isso e vão defende-la.

Mais de 30 mães se reuniram a favor da professora (Foto: Reprodução/G1)

Leia também:

Bebê de 15 meses volta da creche com marcas de mordidas e mãe desabafa: “Eu não queria acreditar” 

Mãe desabafa após filho de 1 ano ser mordido 14 vezes em creche por colega e estamos chocados 

Você sabia que mordida cruzada pode causar problemas na coluna do seu filho?