Camila Monteiro conta caso raro que aconteceu com filhos gêmeos: “Não é possível, então é Deus”

A influenciadora está grávida de dois bebês, frutos do relacionamento com Carlos Henrique Rebolo. Ela fez um chá revelação para saber se será mãe de meninas ou meninos

Resumo da Notícia

  • Camila Monteiro está grávida de gêmeos univitelinos, fruto do relacionamento com Carlos Henrique Rebolo
  • Ela anunciou o sexo dos bebês em um chá revelação feito no domingo, dia dos pais
  • Caso raro: os gêmeos idênticos são de sexos diferentes

A influenciadora Camila Monteiro está grávida de gêmeos! No último domingo, 8 de agosto- dia dos pais– ela fez um chá revelação para descobrir qual seria o sexo dos bebês. Eles são frutos do relacionamento com Carlos Henrique Rebolo.

-Publicidade-
O casal espera a chegada dos filhos gêmeos (Foto: reprodução / Instagram @camilamonteiro)

Camila perdeu um bebê em janeiro deste ano devido à uma gravidez ectópica, em que o embrião é implantado fora do útero. Agora ela espera gêmeos univitelinos e já contou o sexo deles para os seguidores!

Um dia antes do chá revelação, Camila compartilhou uma foto no Instagram mostrando estar ansiosa para o grande dia. Na legenda da publicação ela escreveu: “É amanhã! Domingo, dia dos pais, vamos saber se os gêmeos são 2 meninas ou 2 meninos!”. Ela ainda perguntou aos seguidores: “Qual o seu palpite? “.

Ela estava ansiosa para o chá revelação (Foto: Reprodução/ Instagram/ @camilamonteiro)

A influenciadora compartilhou um vídeo do exato momento em que descobriu se seria mãe de meninas ou meninos. Na gravação, inicialmente em preto em branco, ela aparece abraçada com o marido. Finalmente os confetes aparecem coloridos: Rosa e azul! Os gêmeos idênticos são um casal!

Eles serão pais de um menino e uma menina (Foto: Reprodução/ Instagram/ @camilamonteiro)

Esse caso é raríssimo de acontecer já que bebês univitelinos costumam ser do mesmo sexo. Isso se dá porque são fruto da fecundação de único óvulo, por um único espermatozoide, gerando um único embrião. Quando o zigoto se divide, as duas partes possuem o mesmo código genético, resultando, na grande maioria dos casos, em bebês do mesmo sexo.

Na legenda da publicação ela explicou: “Sim, eles são monocoriônicos! Biologicamente é ‘impossível’, mas pro Senhor essa palavra não existe! Nossas médicas não encontraram uma explicação que de fato nos dê uma certeza do que aconteceu! Apenas temos teorias… Passamos em vários especialistas e ninguém soube responder com certeza. A princípio achamos que seríamos o terceiro caso no mundo de gêmeos semi-idênticos (quando dois espermatozoides de gêneros diferentes fertilizam um único óvulo e se dividem), mas como fizemos FIV sabemos que isso não seria possível, já que os embriologistas apenas fertilizam um espermatozoide em cada óvulo! Também foram descartadas quaisquer anomalias nas genitais dos bebês. Não é um caso de bebês intersexo (antigamente chamado de hermafrodita). Também foi descartada qualquer síndrome”.

Ela continuou: “Conversamos com geneticistas, que também nunca viram isso acontecer, e depois de muita discussão, a teoria mais aceita é que os dois embriões que colocamos de alguma forma se uniram, formando uma espécie de capa ao redor um do outro, implantando juntos no meu útero. Implantaram tão próximos um do outro que seus sacos fundiram, assim como as placentas! Temos então uma gestação de monocoriônicos, sendo uma menina e um menino! Até o momento não encontramos nenhum caso no mundo como o nosso, então tudo é muito novo pra nós!”.

A mãe finalizou dizendo: “O que sabemos é que o Senhor opera milagres. O que achávamos ser impossível Deus nos mostrou que Ele tudo faz! Toda honra e glória ao Senhor! Vamos ter um casal!”.

Em outra publicação Camila comemorou: “Noah e Aurora vem aí”. Ela contou: Coração de mãe nunca se engana, né? Muito antes de surgir essa suspeita de serem um casal – que só foi batido o martelo esse fim de semana – eu já sentia em meu coração que teria uma menina e um menino! Mesmo com todos ao meu redor dizendo ser impossível. Depois me conformei e até rebatia quem me falasse ao contrário! Eu dizia que era impossível, que era só perguntar pra qualquer médico, que era biologia básica… olha aí o resultado! Deus veio e me mostrou que no fim eu nada sei! Deus é Deus!”.