Oi? Pais cuidam da filha que nasceu sem vida por duas semanas após o parto

Um casal britânico, 11 dias antes da data do parto da pequena, derivado de um descolamento de placenta perderam a bebê, mas ainda assim criaram memórias com a filha Ava

Resumo da Notícia

  • Casal britânico cuidou da filha que nasceu sem vida por duas semanas depois do parto
  • Jess e Steve ficaram muito abalados com a perda da menina, mas o hospital os deu a oportunidade de fazer memórias com a garota
  • No dia 9 de setembro nasceu a segunda filha do casal, e os pais garantiram que ela sempre saberá da existência da irmã mais velha Ava

Casal britânico pariu filha natimorta 11 dias antes da data planejada para o parto. Com o coração partido, segundo o The Sun, a dupla ainda conseguiu passar duas semanas levando ela para passear, tirando fotos e cuidando da pequena antes de finalmente dizer adeus.

-Publicidade-

A mãe, Jess, de 36 anos, contou que, após o enterro da filha Ava, visitava a menina cerca de três vezes aos dias nos primeiros meses. Com um relacionamento de 18 anos com o marido, o casal ficou cheio de esperança ao descobrir que estavam grávidos novamente, a bebê arco-íris nasceu dia 9 de setembro. Os pais ainda reforçaram que ela sempre saberá da existência da irmã mais velha.

A segunda filha sempre saberá da existência da irmã mais velha (Foto: Reprodução/ The Sun)

A primeira gravidez de Jess, a de Ava, foi complicada. “Nós estávamos tentando ter um filho por dois anos antes de eu descobrir que eu tinha endometriose, ou seja, quase nenhum óvulo, o que fez com que entrássemos na fila de espera para uma fertilização in vitro gratuita, que não deu certo”, explicou a mãe.

-Publicidade-

“Nós tivemos uma doadora de óvulos e depois de uma segunda rodada de FIV, pela qual tivemos que pegar um empréstimos, descobrimos em outubro de 2018 que estávamos grávidos da Ava”, adicionou.

No entanto, o sonho foi por água abaixo quando faltavam apenas 11 dias para o parto. Jess teve um descolamento de placenta e a garota nasceu sem vida. “Foi surreal, eu tive que parir ela naturalmente. Foi muito traumático para nós dois”, desabafou.

Ela ainda contou que o hospital a deu a chance de fazer memórias com a filha e passar duas semanas com ela antes de se despedir. “Ela já era uma bebê completa, achava que ela fosse acordar a qualquer minuto”, constatou.

O hospital permitiu que ela passeasse com a menina, mesmo que sem vida (Foto: Reprodução/ The Sun)

A segunda gestação

“Eu fiquei assustada o tempo inteiro, com medo de acontecer a mesma coisa que aconteceu com a Ava, era uma tortura psicológica”, contou Jess ao descobrir que teria outro bebê. Ela ainda contou que quando Imogen nasceu foi um grande alívio e que já levaram a caçula para ‘conhecer’ a irmã mais velha.

“Imogen está no mesmo quarto que ficaria a irmã, nós preparamos o quarto da Ava mas nunca tivemos a oportunidade de usá-lo com ela, então agora Imogen tem as mesmas coisas da irmã”, contou Jess.

“Eu me senti um pouco culpada de trazer a Imogen pra casa, fiquei com medo das pessoas pensarem que eu estava tentando substituir a Ava”, abriu o coração.

Ela ainda contou que o dia do nascimento da segunda filha foi o melhor dia da vida dela, isso por que enquanto ainda estava na sala de recuperação pós-parto, o pai Steve a pediu em casamento.

Foi o dia mais feliz da vida de Jess (Foto: Reprodução/ The Sun)

-Publicidade-