Vitória! Pai comemora nascimento do filho após acreditar que era infértil

Após receber o diagnóstico de câncer no testículo, ele sabia que seria difícil aumentar a família, mas recebeu uma linda surpresa ao saber da gravidez da noiva

Resumo da Notícia

  • Pai comemora nascimento do filho após acreditar que era infértil
  • Ele foi diagnosticado com câncer no testículo
  • Ele sabia que possivelmente não teria filhos
  • Tempos depois, ele recebeu a feliz surpresa

Sean Collard e o irmão gêmeo, Ryan, da Inglaterra, receberam o triste diagnóstico de que tinham câncer no testículo em 2017. Após um intenso tratamento, incluindo quimioterapias, os médicos disseram a Sean que possivelmente ele não conseguiria ter filhos.

-Publicidade-
O bebê nasceu em setembro deste ano (Foto: reprodução Facebook / Sophie Crampbell)

Tempos depois, a vida deu uma surpresa para Sean quando a esposa, Sophie Campbell, com quem está há cinco anos, acabou engravidando inesperadamente. O casal deu as boas-vindas ao Lucas no dia 15 de setembro deste ano. “Tornar-se pai é a melhor sensação de todos os tempos. Houve um tempo em que nunca pensei que seria capaz de ter uma família, mas Lucas é o nosso pequeno milagre“, contou Sean, em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

O diagnóstico

O casal está junto há 5 anos (Foto: reprodução Facebook / Sophie Crampbell)

Ryan descobriu o câncer em setembro de 2017, depois de ir até um hospital por estar se sentindo mal. Infelizmente, o diagnóstico foi tardio e o professor, que precisou começar a quimioterapia um dia depois de receber a notícia, não pôde congelar os espermatozoides. Foi durante uma visita ao irmão no hospital em Londres que Sean começou a sentir os sintomas e, apenas 20 dias depois, recebeu a notícia de que também tinha câncer.

-Publicidade-

“Foi uma época horrível para nós dois”, relembrou Sean. “Meu câncer foi detectado em um estágio inicial, então parecia muito mais sombrio para Ryan e ele precisava fazer um tratamento com células-tronco, mas superamos isso juntos”.

Por ter recebido a notícia em um estágio mais inicial, Sean conseguiu congelar os espermatozoides antes de iniciar o tratamento, mas não precisou usá-los. Como eles ainda estão congelados, ele se ofereceu para ser um doador para o irmão, apesar de Ryan ainda não saber se quer ou não ter filhos. “Felizmente não tivemos que seguir o caminho da fertilização in vitro, porque concebemos naturalmente, mas eu teria feito o que fosse necessário”, contou Sean.

-Publicidade-