Família

6 dicas de ouro de uma nutricionista para fazer seu filho comer melhor e ficar longe da obesidade

iStock
iStock

Publicado em 23/05/2019, às 11h38 - Atualizado em 30/01/2020, às 19h22 por Rhaisa Trombini, Edileyne e Geraldo


(Foto: iStock)

A alimentação das crianças é assunto sério! Durante os anos de crescimento, seu filho precisa ter uma alimentação saudável e rica em vitaminas, pois além de melhorar o desenvolvimento dele, vai diminuir a chance de doenças futuras.

Porém, a Organização Mundial da Saúde publicou em 2016 um relatório estimando que 41 milhões de crianças com menos de 5 anos apresentam sobrepeso ou obesidade.

Ana Paula Del’Arco, nutricionista e consultora da Viva Lácteos, explica que educar o paladar da criança desde cedo pode ser um dos caminhos para prevenir a obesidade infantil. “A alimentação adequada da mãe durante a gestação, o aleitamento materno e a introdução de uma alimentação complementar balanceada serão determinantes para o crescimento sadio da criança

Além disso, ela também deu 6 dicas para educar o paladar do seu filho e evitar a obesidade infantil.

  • Aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade:

Amamentação exclusiva continuada até 2 anos é um dos fatores que diminui os riscos de obesidade. Além disso, o desmame precoce leva a uma introdução alimentar precoce, mas que pode ser inapropriada antes dos 6 meses. O desmame cedo também causa a introdução de fórmulas, que tentam se equiparar no valor nutricional ao leite materno, mas pode ter variação na quantidade de nutrientes, levando a obesidade no futuro.

Além disso, o uso de mamadeiras faz com que a criança não tenha o controle da própria saciedade, pois no peito ele mama e larga quando quer, enquanto a fórmula tem o limite da mamadeira. O leite materno tem aleptina, que é o hormônio que controla a saciedade, além de adiponectina, que controla a metabolização de carboidratos e está relacionada com as baixas incidências de obesidade. Segundo Ana Paula, há uma redução de 5% no risco de obesidade a cada mês que a mãe adia a introdução alimentar.

  • Introdução alimentar a partir dos 6 meses de idade

Além da necessidade nutricional e a importância do aleitamento, a criança precisa estar maior para ter introdução alimentar, pois a musculatura do pescoço precisa estar firme para auxiliar a uma deglutição melhor dos alimentos. Se ela engasgar ou ter dificuldade para engolir pode causar traumas logo cedo no seu filho, repercutindo no futuro e gerando uma criança seletiva, sem curiosidade de experimentar.

  • Introduzir diferentes tipos de alimentos saudáveis e nutritivos às crianças

É importante explorar cores, sabores e texturas variadas para seu filho conhecer desde pequeno. Não deixe de pretar atenção na capacidade de deglutição, vendo o tamanho das frutas, verduras, a textura, se está cozido, assim não causa um trauma. Fazer seu filho entrar em contato com os alimentos dentro da faixa etária para ter uma alimentação equilibrada. Assim, a criança não fica seletiva no futuro, evita monotonia alimentar e consumo não balanceado, pois pode causa desnutrição, mesmo que caloricamente abastecida, pode mascarar uma desnutrição.

  • Incentiva a curiosidade

É inato das crianças serem curiosas e muitas das descobertas são pela boca. Você deve incentivar as crianças a explorar os alimentos, cheiros, a textura. Ana Paula acredita que é muito bom se sujar assim, com os alimentos, conhecendo o suco da melancia, as papainhas. Vai desenvolvendo uma curiosidade e seguir o exemplo dos pais.

  • Não adicionar sal à alimentação

Crianças até 1 ano não devem ingerir sal. A recomendação da doutora é não adicionar sal à alimentação, pois os alimentos já possuem sódio e a quantidade é suficiente para criança e o bebê. O sistema renal não está 100% maturado. O sal pode influenciar a educação do palar, mascarando alguns sabores, deixar sentir o sabor dos alimentos. Mas pode ter temperos de ervas.

  • Não oferecer alimentos com açúcar

Crianças até 2 ano não devem ingerir açúcar. A recomendação é da OMS. Os alimentos são calóricos para crianças menores de 2 anos, gera excesso de energia e tem baixo valor nutricional. Está ligado à obesidade futura e risco de diabetes. É importante não saturar o paladar com algo muito doce, podendo tirar a sensibilidade para outros sabores.

Leia também:

Dentistas americanos listam os melhores e piores alimentos para crianças que usam aparelho fixo

Estudo mostra que crianças estão consumindo mais alimentos não saudáveis e a culpa é do Instagram

7 alimentos que espantam a tristeza e o mau-humor para fazer seu dia mais feliz


Leia também

Sasha tem dois irmãos por parte de pai - reprodução / Instagram

Família

Sasha Meneghel abre o jogo e fala sobre relação com os irmãos: “Tive que dar uma regulada nisso”

Lore Improta disse quando pretende ter o segundo bebê - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família vai aumentar! 👨‍👩‍👧‍👦

Lore Improta fala sobre a chegada do 2º filho com Léo Santana: 'Curtir nossa família'

Wanessa vive na mansão da mãe - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Wanessa Camargo mora em mansão luxuosa da mãe após separação e 'problemas financeiros'

Davi mora na periferia de Salvador - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Esposa de Davi, do 'BBB 24', mostra casa humilde onde eles vivem na periferia de Salvador

“Eu odeio o nome da minha filha” diz pai que já mudou o nome da bebê, mas que ainda se arrepende - Freepik/freepic.diller

Bebês

“Eu odeio o nome da minha filha” diz pai que já mudou o nome da bebê, mas que ainda se arrepende

Claudia Raia posta fotos com família - Reprodução/ Instagram

Bebês

Claudia Raia mostra festa luxuosa do filho e aparência de Luca chama atenção: “Nasceu pra brilhar”

Fãs notaram que o casal se distanciou desde a alta hospitalar do ator - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Kayky Brito enfrenta 13 horas de viagem para ver o filho e explica motivo inusitado: 'Não posso'

Fabiula Nascimento anuncia mudança em 'status de relacionamento': "O amor e o respeito continuam" - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Fabiula Nascimento anuncia mudança em 'status de relacionamento': "O amor e o respeito continuam"

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!