Família

Jade Seba é internada 2 meses após dar à luz e assusta seguidores

Tudo indica que é uma infecção causada por DIU

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

(Foto: Reprodução/Instagram)

Jade Seba compartilhou nesta terça-feira, 20 de agosto, um boomerang feito por seu esposo Bruno Guedes em que ela aparece deitada numa maca, sendo hospitalizada no Rio de Janeiro. “Interrompendo a programação normal por causa de uma emergência“, escreveu o ator em legenda.

De acordo com a conta Gossip do Dia, a influenciadora foi internada por conta de uma infecção grave e tudo indica que é por conta do DIU que ela resolveu colocar após dar à luz ao seu primeiro filho, Zion.

“Ela estava com pressão muito baixa então foi colocada no soro e administrado 3 antibióticos sendo um deles de largo espectro. Foi retirado o DIU, e ela está realizando vários exames para detecção da causa da infecção, o qual só sai resultado em 24 horas. Ela vai ficar no CTI até amanhã pra ver se pode ir pro quarto, porém permanecerá pelo menos mais 24 horas internada, pois está tomando medicamentos intravenosos”, contou familiar da blogueira para a conta do Instagram.

Jade é mãe de Zion que completou 2 meses recentemente. Esperamos que tudo ocorra bem e que ela receba alta logo.

DIU?

Por meio de uma cirurgia não invasiva, os médicos colocam o dispositivo intrauterino e é uma boa opção pra quem não quer engravidar, nem se preocupar com a eficácia. Isso porque ele libera substâncias que impedem a fecundação. Além disso, o mercado oferece a opção hormonal e a não hormonal, feita com haste de cobre.

O DIU libera ao dia 20 mcg de levonogestrel, que é um hormônio feminino, enquanto uma pílula comum costuma ter 0,1 mg. Assim, a carga hormonal do DIU é bem maior. As chances de gravidez usando esse dispositivo variam entre 0,2% e 0,7%

Leia também:

10 perguntas para fazer ao ginecologista antes de engravidar

Mulher descobre que ficou com DIU no corpo durante 11 anos e a história é de cair o queixo

Pesquisa choca ao dizer que engravidar usando anticoncepcionais é mais normal do que parece