Maquinista deixa esposa e dois filhos depois de sofrer acidente no Rio de Janeiro

O caso aconteceu na estação São Cristóvão, zona norte do estado

O acidente aconteceu no estação São Cristóvão (Foto: Reprodução/G1 – TV Globo)

O maquinista Rodrigo Assunção, morto no acidente envolvendo 2 trens na estação São Cristóvão, zona norte do Rio de Janeiro, na última quarta-feira (27) deixou mulher e dois filhos. A esposa compareceu ao Instituto Médico Legal na nessa quinta-feira (28) e aguardou a liberação do corpo do marido. Eles completariam 25 anos de casado em agosto.

-Publicidade-

Em entrevista ao G1, ela disse que Rodrigo era uma pessoa que só pensava na família, nos filhos, tinha muitos amigos e era adorado por todos. “Não tinha um lugar em que as pessoas não gostassem dele. Eu tô despedaçada, assim, porque a minha metade foi embora”.

O maquinista deixou 2 filhos e a esposa (Foto: Reprodução G1 – RJTV)

O casal eram pais de uma menina de 17 anos e um menino de 18, que acompanhou a mãe ao IML. Rodrigo trabalhava na SuperVia desde 2011 e, segundo o G1, há 5 anos foi promovido a maquinista. Ele ficou 7 horas preso às ferragens e morreu após sofrer uma parada cardíaca. Os bombeiros tentaram reanimá-lo por 40 minutos.

-Publicidade-

O acidente está sendo investigado e segundo a Rádio Bandeirantes, provavelmente foi causado por uma falha técnica na via.

O acidente está sendo investigado (Foto: Reprodução/ Facebook Rio de Janeiro Informa)

Leia também:

 Após acidente de carro, avó cria roupas para os netos e aumenta a autoestima

Três dias depois do acidente de Boechat, mãe de piloto morre

Ricardo Boechat morre em acidente e deixa 6 filhos

-Publicidade-