Família

Pessoas que decoram a casa para o Natal cedo são mais felizes, diz estudo

Comece a tirar a poeira para a chegada do Papai Noel!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

O Natal está chegando! (Foto: Shutterstock)

O Natal está chegando! (Foto: Shutterstock)

*Tradução por Rhaisa Gaz Trombini, filha de Edileyne e Geraldo

Segundo nosso calendário, faltam 7 semanas para o Natal, mas nada te impede de já começar a tirar a poeira da árvore e desenrolar as luzinhas. Quanto mais a data se aproxima, mais o sentimento de confraternização e alegria toma conta das pessoas, então não se sinta pressionada por estar se preparando mais cedo; a ciência prova que isso te faz uma pessoas mais feliz.

O psicanalista Steve McKeown disse ao portal Unilad que “Em um mundo cheio de estresse e ansiedade, as pessoas gostam de se associar a coisas que os tornam felizesA decorações de Natal evocam os sentimentos fortes da infância.”

Muitas pessoas associam a data à lembranças felizes da infância, então desempacotar todas as bolas e presépios logo em novembro só te faz uma pessoa mais feliz, não apressada. “As decorações são simplesmente uma âncora ou caminho para as emoções mágicas da infância antiga. Então, colocar os enfeites de Natal cedo aumenta a emoção!” concluiu Steve.

Um estudo nos Estados Unidos concluiu que, se você enfeitar sua casa, mostrará ser mais sociável do que realmente é. “Quando as decorações de Natal estavam presentes, os avaliadores atribuíram maior sociabilidade aos moradores não-sociáveis, tornando-se mais abertos com base no julgamento dos outros” disse o Journal of Environmental Psychology.

A psicoterapeuta Amy Morin explicou que é tudo sobre nostalgia. “A temporada de férias desperta uma sensação de nostalgia que nos ajuda a ligar as pessoas ao seu passado pessoal. Para muitos, colocar as decorações de Natal mais cedo é uma maneira de se reconectar com a infância.”

Então que tal reviver esses momentos mágicos e criar novos ao lado do seu filho? Nunca é cedo para colocar uma guirlanda na porta.

Leia também: