Crianças em casa: 50 atividades para seu filho curtir longe das telas

Conversamos com especialistas e listamos sugestões para os mais novos brincarem sem uso de eletrônicos. Assim, você também pode tirar um tempo para você o que precisa

Resumo da Notícia

  • Brincar é muito importante para o desenvolvimento das crianças
  • Nesse período em casa, as atividades continuam sendo fundamentais para o seu filho
  • Confira uma lista com várias opções para você testar

Quando meu filho Ben estava na pré-escola, ficava tão imerso interpretando as batalhas de Star Wars que muitas vezes parecia que não conseguia me escutar. “Talvez ele realmente não possa me escutar”, eu pensei, então levei ele para um check-up do ouvido. Resumindo, ele estava bem e eu aprendi ali que a brincadeira focada é uma parte vital do desenvolvimento infantil. Mas depois das crianças ficarem tantos meses com os mesmos brinquedos e pessoas, esses momentos mágicos – quando seu filho fica completamente absorvido brincando – parecem menores e distantes.

-Publicidade-
Confira uma lista com brincadeiras para as crianças aproveitarem sem os eletrônicos (Foto: iStock)

“As crianças são naturalmente curiosas. Elas rapidamente ficam absorvidas em uma atividade. Como pais, vocês precisam definir as condições para aproveitar isso ao máximo”, defende David Shernoff, psicólogo educacional na Rutgers University. Saiba como fazer isso!

Encontre o “fluxo” delas

É a forma mais profunda de brincar – quando a criança gosta tanto de algo que se perde naquilo. Imagine uma criança jogando água na banheira. “Você entra no clima, e essa sensação é ótima em qualquer idade”, explica Susan K. Perry, psicóloga social. Estudos mostram que passar um tempo no “fluxo” ajuda as crianças a criarem grandes habilidades para a vida, como resiliência, pensamento criativo e controle de impulsos. Mas também há outros benefícios diretos. Aproveitar o fluxo das crianças estimula a brincadeira independente, então as crianças se mantêm ocupadas enquanto você participa de uma call. Com algum apoio, seu filho pode chegar a esse estado.

Diga adeus às telas

As crianças aprendem melhor quando estão brincando com objetos reais. A mídia digital oferece um tipo de gratificação imediata que não pode ser encontrada no mundo real, “então quando há uma tela no quarto, fica difícil para uma torre de blocos ou pista de carrinho competir”, diz Carmen Gamper, consultora em educação focada na criança e autora do livro Flow to Learn.

Explore as paixões

As crianças são mais propensas a encontrar o “fluxo” nas atividades que combinam com os próprios interesses e as desafiam. Observe o que engaja seu filho quando ele brinca e selecione brinquedos que oferecem isso. Talvez, lápis e papel seja um bom caminho para quem ama desenhar, ou um brinquedo de guitarra para quem improvisa músicas no carro.

Deixe seu filho brilhar

Brinquedos de construção, bonecos de filmes, e roupas para vestir (itens que podem ser usados não importa quantas vezes a paixão do seu filho mude) são os melhores. “Eletrônicos são empolgantes em um primeiro momento, mas se não permitem à criança usar suas habilidades, elas ficam entediadas”, David Sherno esclarece. Se o seu filho não mostra interesse em um brinquedo simples, “tente compartilhar o foco. Quando você segue os comandos do seu filho com algum brinquedo e explora isso com ele, esses momentos mágicos – em que a criança fica completamente absorvida na brincadeira – acontecem e você presencia a mágica da imaginação infantil”, sugere Jennifer Miller, autora de Con dent Parents, Con dent Kids.

Aposte no minimalismo

Menos é mais quando o assunto é brinquedos. Em um estudo da University of Toledo, os pesquisadores ofereceram a um grupo de crianças quatro brinquedos e a outro 16. As crianças com menos opções se mostraram mais propensas a se engajar em atividades criativas, e elas também brincaram mais entre si.

Fique longe disso

Para realmente encontrar o fluxo, seu filho precisa de blocos de tempo e permissão para bagunçar. “Se ele se sente julgado ou altamente supervisionado pelos pais, não irá entrar no ritmo”, pontua Jennifer Miller. Encontre formas de controlar o caos sem limitar a criatividade e não incomode ele – nem mesmo para falar “bom trabalho”. As crianças aprendem melhor através da tentativa e erro.

Siga o comando delas

Você e seu filho podem até encontrar esse estado de foco juntos. Pesquisas apontam que o aprendizado acontece quando as crianças se engajam em tarefas que são difíceis de realizar sozinha, mas podem finalizar com ajuda. Deixe elas guiarem enquanto você escuta e faz perguntas, indica Helen Hadani, psicóloga de desenvolvimento no e Brookings Institution, em Washington, EUA. Quando vocês estão brincando com blocos, construa o que seu filho quer e pergunte algo como “quantas portas sua casa terá?”. Mantenha em mente que há muito “fluxo” para ser encontrado nas lutas de almofadas e voltas a cavalo – atividades que não são “educacionais”, mas são lúdicas e garantem fazer vocês se divertirem.

Mantenha a astúcia aqui

Depois de um breve tutorial feito por você, seu filho estará pronto para fazer uma obra de arte. Veja como.

1. Construa animais fofos

Separe uma caixa de papelão de ovo e um pedaço de papelão. Corte uma parte para fazer o rosto do animal e cole na caixa. Use tinta para desenhar e pintar as características físicas do rosto e corpo. — Nylah Khan, professora de artes em Los Angeles

2. Esboce um autorretrato do tamanho real

Pegue um pedaço de papel e coloque no chão, faça o seu filho deitar na folha e contorne o corpo dele com a caneta. Coloque um espelho próximo para que a criança possa preencher o desenho com bastante detalhes. — Jennifer Miller

3. Faça uma escultura

Teste usar papel maché para construir objetos 3D e gesso. Comece fazendo uma tigela: encha a bexiga e cubra uma parte com gesso, espere cerca de 30 minutos para endurecer para depois furar o balão. Estimule o dom da criança para pintar o item. Em um nível acima, embrulhe caixas de papelão ou isopor com fitas para criar bonecas ou máscaras. — Nylah Khan

4. Construa um parquinho dos sonhos

Deixe seu filho explorar a pilha de reciclagem, depois separe um rolo de fita e palitos de sorvete, rolhas e barbante para criar um parque de última geração com escorregador, balanços e restaurante para os bonecos. — Lyndsey Wheeler, cofundadora do Camp Supernow, um programa virtual para depois das aulas

5. Descubra uma mensagem secreta

É para isso que serve o giz de cera! Faça seu filho usar um para desenhar um padrão ou escrever palavras. Depois pinte em cima usando aquarela. Assista enquanto o giz empurra a água para fora em um processo denominado arte de resistência. — Nylah Khan

6. Sem pincel? Sem problema

Adicione textura nas pinturas usando esponjas, esfregões, pente, folhas, flores, peças de LEGO, blocos, formas de cookie, bolinha de gude e, claro, os próprios dedos (deixe as crianças usarem a criatividade para desenhar).

Aproveite brinquedos sensoriais

Permita que aquelas mãos pequenas agarrem, testem e encontrem sua forma de criar bons momentos.

7. Faça uma festa na piscina

Faça seu filho entrar em uma banheira com traje de banho. E na água quente, adicione espuma de barbear e alguns brinquedos (crianças com menos de 5 anos, obviamente, precisarão de supervisão). Depois, ligue a torneira e deixe enxaguar os bonecos. — Lizzie Assa, fundadora do Instagram @theworkspaceforchildren

8. Liberte das amarras

Mantenha seu filho engajado enquanto refina suas habilidades. Coloque um brinquedo pequeno, como urso ou até peça de Lego, em um copo de muffin. Prenda ele com fita adesiva, depois diga à criança: “O urso foi capturado e precisa da sua ajuda para escapar”. — Beth Rosenbleeth, fundadora do DaysWithGrey.com

9. Organize as coisas

Dê ao seu filho de 4 ou 5 anos botões ou pompons e depois estimule-o a separá-los por tamanho, formato ou cor. As crianças amam organizar e colocar as coisas em pilhas, e trabalhar com objetos bem pequenos ajuda elas a entrar em um estado de fluxo. — Dana Anderson, professora Montessori em Indian Rocks Beach, Flórida

10. Monte uma caixa sensorial

Preencha uma caixa de papelão (daquelas que sobram do mercado) com um pouco de feijões pretos desidratados, depois coloque alguns brinquedos (veículos, bonecos) para uma experiência táctil. Adicione copos, utensílios de servir para escavar. Quando seu filho terminar, cubra a caixa e guarde para um outro dia. — Renu Blankinship, fundador do Instagram @makermint – (DICA: esses materiais também podem substituir o feijão: arroz, algodão, ervilhas, grama, conchas, macarrão desidratado, folhas, pompons, grão de pipoca, miçangas ou sucata (se o seu filho ainda leva à boca os objetos, escolha itens maiores para minimizar o risco de sufocação).

Mantenha o frescor

Seja feito em casa ou comprado em uma loja, brincar com materiais esponjosos é uma das melhores maneiras de se divertir de forma criativa. Misture as cores com um rolo de massa e faca
de manteiga e veja seu filho operar calmamente enquanto esmaga e mexe com o objeto, ou introduza alguns desafios empolgantes.

  • 11. Crie monstros adicionando olhos esbugalhados, penas e jornal.
  • 12. Esconda moedas em um pedaço de massa e peça ao seu filho para procurar.
  • 13. Veja quem consegue fazer a expressão mais engraçada.
  • 14. Coloque insetos de plástico ou dinossauros para criar “fósseis”.
  • 15. Use formas no formato de letras do alfabeto para praticar a soletração.
  • 16. Tente construir uma torre alta usando palitos.

Brinque com as comidas

Prepare a comida e o suco com um chef do seu lado. Quando todo mundo participa é ainda mais divertido.

17. Pegue os espetos

Aperitivos ficam muito melhor em um espeto! Escolha alimentos coloridos: banana, pedaços de queijo, fatias de pepino e uvas. Ensine como deslizá-los no espeto e deixe seu filho praticar, criando um arco-íris e diferentes desenhos com o que tem. — Heather Staller, fundadora do HappyKidsKitchen.com

18. Prepare os vegetais

Deixe seu filho se divertir desmembrando a cabeça do brócolis ou couve-flor. Deixe ele colocar o que separou em uma tigela, adicionando azeite e mexendo com as próprias mãos. Depois coloque sal e deixe no forno por um tempo para a crocância perfeita. — Amy Palanjian, criadora de YummyToddlerFood.com e autora de Busy Little Hands: Food Play

19. Corte isso

Mesmo as crianças podem pressionar uma faca de plástico na banana. Os mais velhos podem fatiar outros alimentos macios, como morangos, peras ou ovos cozidos. Guie eles nos primeiros cortes, explique como usar a garra de urso para segurar a comida enquanto cortam. — Amy Palanjian

Arrase no quesito criatividade

Sugira esses cenários faz-de-conta para manter os sonhos das crianças vivo.

  • 20. Construa um aeroporto.
  • 21. Realize uma cerimônia (como casamento ou coroação).
  • 22. Brinque de restaurante.
  • 23. Abra uma clínica veterinária ou hospital.
  • 24. Faça uma viagem para o espaço.
  • 25. Recrie uma cena de um filme.

De olho na ciência

Incentive o cientista curioso que existe dentro do seu filho com esses experimentos surpreendentes.

26. Monte um habitat animal

Faça com que as crianças pesquisem sobre as moradias dos animais na floresta como inspiração para criar um mini habitat, usando itens de casa, como blocos de Lego e sucatas. Uma caixa de sapato pode servir de caverna do urso. Uma caixa de plástico coberta com papel azul e pedras pode se tornar uma baia para um caranguejo. Inclua os quatro elementos que todo animal precisa para sobreviver: água, abrigo, comida e espaço. — Alisson Wilson

27. Organize uma área de exploração

Junte fita adesiva, barbante, tesouras, papelão, lupa e outros itens que seu filho pode usar para estimular uma invenção. Para crianças na escola, inclua chave de fenda ou reúna alguns itens como um teclado ou celular antigo, fitas cassetes, ou brinquedos quebrados que elas possam abrir e investigar. — Susan K. Perry

28. Mexa com oobleck

Essa substância misteriosa é, às vezes, sólida, às vezes, líquida e sempre um sucesso. Combine duas partes de amido de milho com uma parte de água. Mostre ao seu cientista como transformar em uma bola, conduza carros de brinquedos através disso, e depois coloque em um escorredor. — Alisson Wilson

Aposte na velha guarda

Acabe com a monotonia apresentando elementos da sua infância para o seu filho

  • 29. Construa um castelo de cartas
  • 30. Jogue bolinha de gude
  • 31. Brinque de gato mia
  • 32. Faça um teste com os olhos vendados
  • 33. Realize um concurso de celebridades
  • 34. Faça aviões de papel e aposte corrida

Agregue novas habilidades

Confira como transformar os ensinamentos dos livros em aprendizados para o seu filho

  • 35. Faça um truque de mágica
  • 36. Aprenda algumas palavras na língua de sinais
  • 37. Teste algumas posições de yoga
  • 38. Faça malabarismo
  • 39. Monte origamis
  • 40. Faça crochê
  • 41. Faça uma pulseira da amizade
  • 42. Brinque com jogos de bater palmas

Faça eles suarem

Passe as tardes com jogos que façam as crianças levantarem e se mexerem.

43. Realce as habilidades de ninja

Deixe seu filho construir um percurso com obstáculos em que (quase) tudo seja brinquedo – almofadas do sofá são barreiras, animais de pelúcia para fugir, e cobertor para criar um túnel para se rastejar. — Jennifer Munch, orientadora escolar na área de Filadélfia.

44. Faça você mesmo um paraquedas

Recrie facilmente uma aula de paraquedas com um lençol. Segure as pontas e corra em círculos como um carrossel, e complete jogando bolas de algodão no topo. Não se esqueça da melhor parte: agache devagar, levante o lençol para entrar ar e rapidamente entre embaixo do lençol para um momento de imaginação e fantasia. — Dana Anderson

45. Repense os esportes

Jogue vôlei com uma bexiga, coloque uma bola de tênis em tigelas preenchidas até a metade com água, use uma meia enrolada para jogar futebol ou jogue basquete com as roupas para lavar, ou então use vassouras, bola de tênis e faça a marcação dos gols para praticar hockey. — Marlene Heuer, professora da pré-escola em Rochester, Nova Iorque

Deixe a imaginação voar

Um suporte ou dois podem dar um pontapé na mente. Vale a pena testar.

46. Abra uma loja

Tudo o que você precisa é um brinquedo para servir de caixa registradora. As crianças podem criar tudo, desde imaginar cozinhar pizza até um supermercado de faz-de-conta. — Lauren Tingley, professora do primeiro ano em Red Bluff, Califórnia

47. Crie uma pista de carro gigante

Use fita adesiva para construir um sistema de ruas que seguem por alguns quartos, sobem paredes e passam por cima e embaixo de mobílias. Melhore sua rota decorando com materiais que têm em casa. — Jennifer Miller

48. Recrute uma caixa de papelão

Com canetas marca-texto e fitas, você pode criar uma nave espacial, castelo, caminhão, ou até máquina do tempo. A ideia é realmente usar a imaginação e deixar o seu filho explorar as possibilidades. — Brooke Wetzel, professora do Jardim da Infância em Charlotte, Carolina do Norte

49. Vá “acampar”

Monte uma barraca na sala e cubra com cobertores bem aconchegantes e sacos de dormir para fazer o esconderijo. À noite, traga lanternas. — Donnya Negera, CEO de YUUMA, coleção de bolsas de fraldas

50. Contrate um assistente

Se você está trabalhando de casa, defina um escritório para o seu filho próximo a sua mesa, com todos os materiais: lápis, papel, calculadora, laptop de brincadeira. Peça a ele para fazer o trabalho (seja a própria lição de casa dele ou algo fictício) enquanto você faz o seu.