Criança

Menino morre por causa do sarampo e mãe desabafa: “Pessoas contra a vacinação precisam pensar duas vezes”

Samuel foi diagnosticado com panencefalite esclerosante subaguda

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Samuel morreu após ser diagnosticado com panencefalite esclerosante subaguda (Foto: Reprodução / The Sun)

A mãe Gemma Larkman-Jones compartilhou seu desabafo após a morte do filho Samuel, que foi causada por sarampo. Samuel pegou sarampo antes de ter permissão para tomar a vacina quando era bebê. Uma semana depois, ele se recuperou e voltou a ser um menino alegre que adorava dançar, assistir desenhos e jogar bola com os colegas da escola.

Porém, 6 anos depois, ele morreu por causa da panencefalite esclerosante subaguda, também conhecida como encefalite do sarampo. De acordo com o The Sun, é uma doença causada por anticorpos inativos deixados pelo vírus do sarampo. A mãe conta que ele estava se sentindo exausto, ficou desajeitado e esquecido, era incapaz de vestir uma roupa e parou de fazer as tarefas da escola.

Gemma o levou para o hospital e os médicos não conseguiram identificar porque Samuel estava daquele jeito. “Era como se o cérebro dele estivesse diminuindo a velocidade”, conta a mãe ao The Sun. “Era estranho, ele era tão inteligente e esperto. Sua personalidade mudou completamente”. Duas semanas depois, Samuel caiu de uma cadeira e estava incapaz de ficar de pé sem cair novamente.

Samuel tinha apenas 6 anos de idade (Foto: Reprodução / The Sun)

Então Gemma o levou de volta para o hospital. No Hospital Saint Thomas, os médicos descobriram que Samuel tinha panencefalite esclerosante subaguda. De acordo com o The Sun, 18 em cada 100 mil pessoas que pegam sarampo quando são bebês desenvolvem a panencefalite esclerosante subaguda. Geralmente, a doença é fatal e não há cura.

Após a morte do filho, Gemma decidiu compartilhar seu relato para alertar a todos a importância da vacinação. “Eu gostaria que ele não tivesse ido embora. Eu daria tudo para ter uma máquina do tempo, traria ele de volta e nunca o deixaria ir”, diz a mãe. “Mas agora eu tenho um objetivo. Quero que as pessoas que são contra a vacinação ouçam a história de Samuel e pensem duas vezes”.

Leia também:

Alerta: casos de sarampo entre crianças de até dois anos aumentam em São Paulo

Pai finge tomar vacina para acalmar filha que tem medo de agulha e vídeo viraliza

Boneca que vem com carteirinha de vacinação ensina a importância de proteger as crianças