Família

5 dicas para você lidar com a culpa da maternidade

O primeiro passo é entender que não existe "mãe perfeita"

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Lidar com os filhos pode não ser tão fácil (Foto: Shutterstock)

Lidar com os filhos pode não ser tão fácil (Foto: Shutterstock)

Ser pai ou mãe pode fazer você se sentir culpado, mas isso não é um problema. Esse sentimento é compartilhado por muita gente em todo o mundo. Se você pesquisar no Google, mais de 70 milhões de respostas aparecerão, o único problema é que lá você ão acha uma resposta baseado em evidências que justifique esse sentimento.

culpa é um sentimento que aparece quando as ações ou pensamentos não correspondem ao que você espera de si mesmo. Porém, ao mesmo tempo, a culpa aumenta áreas cerebrais envolvidas com a empatia, começamos a ver em perspectiva a outra pessoa, tomando consciência do que está ao nosso redor. A culpa motiva um pedido de desculpa tentando diminuir esse sentimento.

Para os pais, a culpa é um sentimento limitador, é uma barreira para tomada de ações, eles ficam sobrecarregados pela culpa. 

O sentimento de culpa é comum entre os pais (Foto:Reprodução)

O sentimento de culpa é comum entre os pais (Foto: Reprodução)

Algumas coisas que podem fazer você se sentir culpada:

Equilibrar a carreira e a família. Uma pesquisa mostrou que as mulheres podem sentir culpa e fracasso por ter níveis baixos de libido e intimidade com seus parceiros após o parto.

> Saúde do bebê. Um exame anual com o pediatra pode ser outra fonte de culpa, ainda mais se descobrem que seu filho pode estar com risco de algum mal que eles poderiam ter controlado, como obesidade infantil;

> Irmãos. Os pais podem se sentir culpados por priorizar uma criança sobre a outra;

> Disciplina. Muitos pais dizem sentir culpa por serem tolerantes demais ou por não terem paciência, ficando nervosos, recorrendo a gritar ou bater;

> Tecno-culpa. Vem com o advento da tecnologia na vida das crianças. Os pais podem sentir culpa por deixarem o uso do telefone no playground por usarem dispositivos eletrônicos para distraírem as crianças.

Mas, por ser comum, há formar de tentar superar essa situação!

> A culpa é normal! Da próxima vez que estiver se sentindo como a pior mãe do mundo, lembre-se: todo pai sente isso às vezes. Talvez você só precise desse incentivo para continuar o dia;

> Deixe de lado a perfeição! Ter expectativas realistas sobre você e seus filhos pode fazer uma grande diferença. No final de um longo dia, lidar com uma criança que se recusa a ir para a cama nunca será fácil. Seja realista sobre sua capacidade de resolver todos os problemas tranquilamente. Nem sempre é possível. Ninguém é perfeito. Não você e não seus filhos. E tudo bem.

> Canalize seus sentimentos em ações! A culpa não pode te impedir de tentar começar de novo, de mudar para melhor. A culpa está associada à empatia, deixe essa ideia te